Formação

A cruz de Cristo é fonte de toda bênção e origem de toda graça

comshalom

Que a nossa inteligência,iluminada pelo Espírito da Verdade, acolha com o coração puro e liberto, aglória da cruz que se irradia pelo céu e a terra; e perscrute, com o olharinterior, o sentido destas palavras do Senhor, ao falar da iminência de suapaixão: Chegou a hora em que o Filho doHomem vai ser glorificado (Jo 12,23). E em seguida: Agora sinto-me angustiado. E que direi? "Pai, livra-me destahora!"? Mas foi precisamente para esta hora que eu vim. Pai, glorifica oteu Filho! (Jo 12,27). E tendo vindo do céu a voz do Pai que dizia: Eu o glorifiquei e o glorificarei de novo!(Jo 12,28), Jesus continuou, dirigindo-se aos presentes: Esta voz ouvistes não foi por causa de mim,mas por causa de vós. É agora o julgamento deste mundo. Agora o chefe destemundo vai ser expulso, e eu, quando for elevado da terra, atrairei tudo a mim (Jo12,30-32).

Ó admirável poder da cruz! Óinefável glória da Paixão! Nela se encontra o tribunal do Senhor, o julgamentodo mundo, poder do Crucificado!

Atraístes tudo a vós, Senhor,para que o culto divino fosse celebrado, não mais em sombra e figura, mas numsacramento perfeito e solene, não mais no templo da Judéia, mas em toda parte epor todos os povos da terra.

Agora, com efeito, é mais ilustrea ordem dos levitas, maior a dignidade dos sacerdotes e mais santa a unçãodos pontífices. Porque vossa cruz éfonte de todas as bênçãos e origem detodas as graças. Por ela, os que crêem recebem na sua fraqueza a força, nahumilhação, a glória, na morte, a vida. Agora, abolida a multiplicidade dossacrifícios antigos, toda a variedade das vítimas carnais é consumada naoferenda única do vosso corpo e do vosso sangue, porque sois o verdadeiro Cordeiro de Deus que tirais o pecado domundo (Jo 1,29). E assim realizais em vós todos os mistérios, para quetodos os povos formem um só reino, assim como todas as vítimas são substituídaspor um só sacrifício.

Proclamemos, portanto, amadosfilhos, o que o santo doutor das nações, o apóstolo Paulo, proclamousolenemente: Segura e digna de seracolhida por todos é esta palavra: Cristo veio ao mundo para salvar dospecadores (1Tm 1,15).

E é ainda meia admirável amisericórdia de Deus para conosco porque Cristo não morreu pelos justos, nempelos santos, mas pelos pecadores e pelos ímpios. E como a natureza divina nãoestava sujeita ao suplício da morte, ele assumiu, nascendo de nós, o quepoderia oferecer por nós.

Outrora ele ameaçava a nossamorte com o poder de sua morte, dizendo pelo profeta Oséias: Ó morte, eu serei a tua morte; inferno, euserei a tua ruína (cf. Os 13,14). Na verdade, morrendo, ele se submeteu àsleis do túmulo, mas destrui-as, ressuscitando. Rompeu a perpetuidade da morte,transformando-a de eterna em temporal. Pois, como Adão todos morrem, assim também em Cristo todos reviverão(1Cor 15,2).


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *