Formação

A graça de crer

comshalom

Sea existência humana se mostra como abertura para o mistério, entãoacolher na fé esse mistério é graça e, ao mesmo tempo, supremarealização da inteligência e da liberdade. Estamos naturalmente falandoda revelação de Deus, à porta de quem a inteligência humana,pesquisando seus vestígios na natureza e na própria existência, vempostar-se na suplicante expectativa de que essa porta lhe seja abertapela misericordiosa bondade daquele mesmo que a fez assim, faminta dasuprema verdade. É nesse sentido que a carta encíclica “Fé e Razão”afirma que “uma implica a outra” (nº 17).

Arevelação só é possível se a razão humana for capaz de recebê-la ereconhecê-la como manifestação livre, pessoal e generosa daquelaVerdade que essa mesma razão sabia presente, embora oculta, comofundamento transcendente da própria existência e da existência datotalidade do universo. A fé, como resposta obediente á revelaçãodivina, pressupõe, pois, que a razão humana, debruçando-se sobre arealidade criada, seja capaz de chegar ao conhecimento da existência eda bondade do Criador, estando por isso permanentemente aberta a umapossível revelação pessoal de Deus.

Porser resposta à livre revelação de Deus, a fé é graça, fruto do soprointerior do Espírito na inteligência e no coração do ser humano: “averdade que a Revelação nos dá a conhecer não é o fruto maduro ou oponto culminante dum pensamento elaborado pela razão. Pelo contrário,aquela se apresenta com a característica da gratuidade, obriga apensá-la, e pede para ser acolhida, como expressão de amor” (Fé eRazão, nº 15).Sem profunda humildade não se pode chegar a fé.

Arazão nos leva à soleira do mistério. Pela revelação o mistérioinsondável de Deus se abre para nós como puro dom, revelando-se a nós erevelando para nós a razão última da grandeza e da dignidade de nossainteligência: poder entrar na posse pessoal da verdade do próprio Deus.Esse encontro com a revelação abre para a razão um horizonte novo,inesperado e surpreendente, pois introduz-nos no inesgotável mistérioda infinita e suprema verdade.

Afé jamais pode ser pensada como negação da inteligência; pelocontrário, ela é um ato de entrega amorosa e agradecida do ser humanoao mistério da verdade suprema, sua razão de ser e razão de suaincessante busca. Há pessoas que se gabam de ter uma religiãocientificamente fundamentada, filosoficamente fundada e plenamentedentro dos limites da razão humana, sem mistérios.

Houveuma época – aí pelo se. XVIII – que alguns pensadores imaginaram umareligião puramente natural, sem revelação, fundada tão somente nacapacidade da razão humana. Deus seria tão somente o supremo arquiteto,uma figura exigida pela lógica da razão para justificar a existência douniverso. Um Deus assim teria as dimensões da razão humana; não seriaDeus e nem seria capaz de responder ao anseio do coração humano àprocura de uma verdade superabundante na qual ele pudesse saciar suainfinita fome de ser.

Averdade revelada é mistério não porque, impenetrável, lança nas trevaso entendimento humano, mas sim porque se constitui em um abismo de luzque inunda o pensar e o sentir do homem, oferecendo-se sempre de novocomo resposta inesgotável ao infinito desejo da criatura finita. O atode fé é, na terra, a realização suprema da inteligência humana feitaque foi para consumar-se na posse da Verdade.

Crer,entretanto, é graça somente acolhida por aqueles que buscam de todocoração o mistério de Deus. Esses são os pequeninos a que se refereJesus: “eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultastesestas coisas aos sábios e as revelastes aos pequeninos” (Mt 11, 25). Sedesejamos crer, devemos cultivar um coração suplicante.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *