Formação

A misericórdia do Senhor para com os pecadores que se convertem

comshalom

Os pregadores da verdade e osministros da graça divina, todos os que, desde o princípio até os nosso dias,cada um a seu tempo, expuseram a vontade salvífica de Deus, dizem que nada lheé tão agradável e conforme a seu amor como a conversão dos homens a ele comsincero arrependimento.

E para dar a maior prova dabondade divina, o Verbo de Deus Pai (ou melhor, o primeiro e único sinal de suabondade infinita), num ato de humilhação que nenhuma palavra pode explicar, numato de condescendência para com a humanidade, dignou-se habitar no meio de nós,fazendo-se homem. E realizou, padeceu e ensinou tudo o que era necessário paraque nós, seus inimigos e adversários, fôssemos reconciliados com Deus Pai echamados de novo à felicidade eterna que havíamos perdido.

O Verbo de Deus não curou apenasnossas enfermidades com o poder dos milagres. Tomou sobre si as nossasfraquezas, pagou a nossa dívida mediante o suplício da cruz, libertando-nos dosnossos muitos e gravíssimos pecados, como se ele fosse o culpado, quando naverdade era inocente de qualquer culpa. Além disso, com muitas palavras eexemplos, exortou-nos a imitá-los na bondade, na compreensão e na perfeita caridade fraterna.

Por isso dizia o Senhor: Eu não vim chamar os justos, mas sim ospecadores para a conversão (Lc 5,32). E também: Aqueles que tem saúde não precisam de médicos, mas sim os doentes (Mt9,12). Disse ainda que viera procurar a ovelha desgarrada e que fora enviado às ovelhas perdidas da casa deIsrael.

Do mesmo modo, pela parábola dadracma perdida deu a entender mais velademente que viera restaurar no homem aimagem divina que estava corrompida pelos mais repugnantes pecados. E afirmou: Emverdade eu vos digo, haverá alegria no céu por um só pecador que se converte (cf.Lc 15,7).

Por esse motivo, contou aparábola do bom samaritano: àquele homem que caíra nas mãos dos ladrões, e foradespojado de todas as vestes, maltratado e deixado semimorto, atou-lhe asferidas, tratou-as com vinho e óleo e, tendo colocado em seu jumento, deixou-onuma hospedaria para que cuidassem dele; pagou o necessário para o seutratamento e ainda prometeu, dar na volta, o que porventura se gastasse a mais.

Mostrou-nos ainda acondescendência e bondade do pai que recebeu afetuosamente o filho pródigo quevoltava, como o abraçou porque retornara arrependido, revestiu-o de novo com asinsígnias de sua nobreza familiar e esqueceu todo o mal que fizera.

Pela mesma razão, reconduziu aoredil a ovelhinha que se afastar das outras cem ovelhas de Deus e foraencontrada vagueando por montes e colinas. Não lhe bateu nem a ameaçou nem a extenuou de cansaço; pelocontrário, colocando-a em seus próprios ombros, cheio de compaixão, trouxe-a sãe salva para o rebanho.

E deste modo exclamou: Vinde a mim todos vós que estais cansados efatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo (Mt 11,28-29). Elechamava de jugo os mandamentos ou a vida segundo os preceitos evangélicos; equanto ao peso, que pela penitência parecia ser grande e mais penoso,acrescentou: O meu jugo é suave e o meufardo é leve (Mt 11,30).

Outra vez, querendo nos ensinar ajustiça e a bondade de Deus, exortava-nos com estas palavras: Sede santos, sede perfeitos, sedemisericordiosos, como também vosso Pai celeste é misericordioso (cf. Mt5,48; Lc 6,36). E:  Perdoai, e sereis perdoados (Lc 6,37). Tudoquanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles (Mt 7,12).


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *