Formação

A pobreza moral de 1º Mundo

comshalom

Os países de primeiro mundo sãoaqueles, segundo a teoria dos mundos, que possuem forte economia e altosíndices de indicadores sociais como qualidade de vida. Os de segundo mudo eramdesignados originariamente para os países comunistas em geral.

A mesma teoria dosmundos enquadrou nos países de terceiro mundo as nações subdesenvolvidassituadas na América latina, Ásia e África. O termo aferido oficialmente em1955, na Conferência de Bandung, na Indonésia vem aos poucos perdendo força eadquirindo a referência de países em desenvolvimento.

Torna-se importantedestacar que os países de primeiro mundo exercem um forte domínio sobre os deterceiro e estes querem em tudo imitar aqueles, sendo que nem sempre são omelhor o que surge, nos ditos, países desenvolvidos.

A Suíça, pequeno estadoconfederal, situado no centro da Europa, possui uma população com pouco mais desete milhões de habitantes e uma renda per capita de US$ 49.367,00, a segundamaior do planeta, perdendo apenas para Noruega. Neste país, desenvolvidoeconomicamente, não podemos dizer o mesmo enquanto promotor da dignidade dohomem.

Subsidiado pelo governoexiste na Suíça um centro de atendimento a pessoas usuárias de drogas. O localfunciona como os correios. A pessoa traz o entorpecente que usa e aguarda serchamado no painel eletrônico. Depois entra numa sala na qual se encontra todomaterial necessário: colher, seringa, agulha, água, ácido ascórbico (que juntocom água ajuda a diluir a heroína), panos com álcool e um creme cicatrizantepara as veias.

Tudo financiado comdinheiro público – isso mesmo- trata-se de um investimento do governo.

Ações como essas,infelizmente, se espalham e muitos países de terceiro mundo denominam de umconjunto de políticas públicas de sucesso. Suspiram pensando, isso sim éliberdade, sinal de um estado liberal. Mas, Será Mesmo?

É inadmissível o poderpúblico bancar a morte de seus cidadãos. Acostumá-los ao vício e ao estadonéscio.

Pedofilia

A pedofilia é antes de tudo umcrime hediondo e pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é considerada umadoença. No entanto, em um mundo marcado pelo pecado, assolado pela ditadura dorelativismo prático, perde-se cada vez mais a noção de limite, do ético e doracional.

A Holanda, país nalista dos, segundo a teoria dos mundos, nação de primeiro mundo, cada dia maislaicizado mergulha num inverno ético tenebroso. As consciências parecemadormecidas. A noção de mal é totalmente esquecida e subjugada ao ermo.

Neste país foiconsentida a criação de um partido que tem à frente três pedófilos – acusadosno tribunal por vários crimes de pedofilia. Eles reivindicam baixar a idadelegal para se ter relação sexual de 16 para 12 anos. A legenda NVD (numatradução livre significa, contraditoriamente, amor ao próximo) também sustentaque:

A televisão possa exibirpornografia a qualquer hora;

Os jovens de 16 anos já possamexercer a prostituição

A nudez seja livre;

A instituição do casamento sejaabolida e;

A pornografia infantil sejaaceita;

A situação é tão caótica quemesmo os conservadores da Holanda consideram legal a instituição de talpartido, embora tenha como bandeira ideologias tão perniciosas.

Diante desse cenárionão há como não se lembrar do versículo do livro da Sabedoria 8,14, repetidopelo fundador da Comunidade Católica Shalom, Moysés Azevedo, no Escrito,Shalom, “Como se não bastasse terem errado acerca do conhecimento de Deus,embora passando a vida numa longa luta de ignorância, eles dão o nome de paz aum estado tão infeliz.”

A humanidade está comouma árvore pesada, cheia de frutos podres. A esperança garante que esses frutoscairão e novos surgirão. A nós cabe a grave missão de semear e cuidar da parteda vinha do Senhor, o seu Reino, que nos confiada.

Não entre nesse combateos de coração tímido e entrem nas fileira os que se sabem fracos, porémapoiados e sustentados pela graça do Senhor que nos enche de ousadia, aparresia dos que empenham suas vidas na construção da civilização do Amor. Tomesua decisão, entregue sua vida, e todos, tenham coragem de nadar contra a maré.

Vanderlúcio Souza
Membro da Comunidade Católica Shalom


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *