Formação

Alta montanha

comshalom


Dom José Alberto Moura
Arcebispo de Montes Claros

     Há quem tenha medo de altura no sentido físico. Mas a altitude ougrandeza de ideal é um desejo de tal monta em cada ser humano a fazê-lolutar para sua consecução. No entanto, apesar desse intento, muitos sãoimpedidos, pela curvatura do egoísmo que os faz fixar o olhar na baixaterra do peso de sua pequenina visão do sentido da existência.

     Jesus foi com seus apóstolos Pedro, Tiago e João à alta montanha.Ali aconteceu sua transfiguração fulgurante aos olhos dos discípulos(Cf. Mc 9, 2-10). Como o lugar elevado foi também o da apresentação dapessoa deslumbrante do Senhor, a grandeza do ideal por Ele propostodeveria conduzir os três à grande missão de apresentar à humanidade osentido da vida que leva à plena realização do ser humano. Sem agrandeza do ideal apresentado pelo Mestre, não é possível a felicidadeimorredoura da pessoa humana. Convencer a todos disso é próprio da vidade quem aceita a pessoa de Jesus e seus ensinamentos.

     Seria muito bom, assim como a esses apóstolos, também a nós todos, apermanência na contemplação da vida de paz, na montanha sensível daisenção de problemas. Nossa realidade do dia-a-dia, no entanto, nosapresenta a falta de segurança, a violência e toda sorte de agressão,frutos do egoísmo humano. A grandeza do ideal de quem segue a Cristoleva-nos a arregaçar as mangas para o trabalho de conscientização e daprática da justiça e promoção da dignidade humana. Querer a paz é muitoimportante. Trabalhar por ela exige doação, promoção de políticaspúblicas adequadas à realização da justiça social e da segurançapública.

     A Quaresma nos direciona à montanha do ideal factível de Jesus. Elevenceu todo tipo de agressão à vida. Superou a própria morte. Tem osegredo da consecução da vida de sentido e realização. Com Ele temosesperança de paz. Subir e descer a montanha dos altos e baixos dacaminhada fazem parte de nossa existência. Porém, o grande ideal devida é perseguido diuturnamente por quem é capaz de fazer a doação desi para implantar a paz baseada na justiça misericordiosa de Deus. Ajustiça humana muitas vezes tem se mostrado injusta. Não oferece a cadaum o necessário para ser respeitado e viver dignamente. A justiçamisericordiosa não é de punição e sim de educação e promoção do bem àpessoa humana. Envolve perdão, oportunidade de regeneração, superaçãodas causas dos erros… A justiça conotada como punição através decastigo pode até levar à tortura e à penalização de infratores comidade imatura e sem condição de aprendizagem do bem ou de superação derecalques e agressões. A justiça misericordiosa de Jesus leva até aoperdão aos inimigos. Ele recrimina a justiça dos fariseus e propõe oamor como lenitivo moral para a superação das injustiças humanas.

     Na direção da Páscoa aproveitamos a caminhada de conversão paramudarmos os critérios de convivência, praticando a fraternidade a pontode sairmos de nosso egoísmo e pensarmos na nova ordem social de amor epaz. A virtude da fé nos leva a intensificar a oração, a escuta e aprática da Palavra de Deus para melhor seguirmos os passos daquele quevenceu a morte.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *