Formação

Amor Apaixonado

comshalom

O dia dos namorados chega e com ele os corações apaixonados desejam renovar o amor. Mas o que é o amor? Num mundo envolvido por uma mentalidade relativista talvez não se consiga chegar a uma definição plausível para todos.

William Shakespeare tornou célebre história de dois apaixonados. Não existe evidência histórica que possa atestar ou não a existência de Romeu e Julieta. O casal filhos de famílias rivais protagonizam uma paixão que os faz ultrapassar adversidades. O final é típico de uma tragédia. Romeu suicida-se e Julieta envenena-se. Mesmo que eternizado pelo romantismo Romeu e Julieta não serve como parâmetro de amor para enamorados, pois o verdadeiro apaixonado acima de tudo tem um sentido maior na sua vida.

O amor está para além da tragédia. É uma palavra forte, embora em nossos tempos esteja com seu real sentido anemizado.

O amor entre um homem e uma mulher mantém no mundo uma esperança de mudança. É um amor forte, inato e capaz de gerar vida, superar diferenças e dissipar o egoísmo. Quando falta esse amor as complicações não tardam em chegar.

Apesar de ser uma data, pelo menos no Brasil, originada pelo apelo do comércio não deixa d e oferecer uma oportunidade para se refletir sobre a beleza do amor entre um homem e uma mulher.

É bem verdade um número significativo de pessoas encontram-se ferida por experiência frustradas ou não correspondidas. Para estas tal data traz mais desilusão através das lembranças margas do que felicidade. É preciso que se diga sobre a necessidade de superar traumas, sobretudo na afetividade.

Ter tido uma experiência dolorosa ou decepcionante na área sentimental não pode congelar toda o restante da existência. Antídoto eficaz para esses males é o perdão. Como é preciso nos relacionamentos o dar e aceitar continuamente o perdão. É um ato de esvaziamento, no entanto pode revigorar um relacionamento, retirá-lo do precipício e mesmo libertar quem se encontra na prisão do ódio, do rancor e da tristeza.

O importante nessa data é descobri ou redescobri quão belo é o amor humano e como é necessário zelar pó este e reconciliar-se com nossa história. Deus está conosco e não é de forma alguma indiferente ao que sentimos.

A data é também uma ocasião excelente para fazermos a experiência do amor apaixonado de Deus por cada um de nós. Pois como um apaixonado tem nosso nome gravado na palma de sua mão e nos quer unicamente para Ele. Este amor apaixonado de Deus por nós é motor que deve impulsionar o nosso amor e torná-lo potente e fecundo.

——————————–

por Vanderlúcio Souza – missionário da Comunidade Shalom, vanderluciosz@yahoo.com.br


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado.