Notícias

CEST acolhe voluntários do Projeto Amigos do Pobres durante pandemia

Atualmente, o CEST abriga cerca de 40 voluntários, dando a eles hospedagem durante o período em que estão cuidando dos beneficiados do Projeto Amigo dos Pobres, para evitar que eles voltem para casa e tenham contato com outras pessoas.

Lançado no mês passado, o Projeto Amigo dos Pobres é uma iniciativa socioassistencial da Comunidade Católica Shalom. Foi elaborado para ajudar pessoas em situação de rua neste tempo de pandemia de Covid-19. O projeto pretende oferecer alimentação, higiene pessoal e a possibilidade de isolamento para os mais vulneráveis que não tem onde se abrigar nesse período.

Um dos locais que a Comunidade colocou a disposição do projeto foi o seu complexo de casas de retiro: O CEST (Centro de Espiritualidade Santa Teresa). O espaço, que funciona hoje como uma centro de apoio para o projeto, conta com Capela, auditórios e quatro casas de retiro. O local parou suas atividades assim que as orientações das autoridades civis determinaram a impossibilidade de reuniões de pessoas por conta do possível contágio.

Uma missão bem especial

O CEST foi colocado a disposição do Projeto Amigo dos Pobres com uma missão bem especial: abrigar os missionários e os voluntários que estão servindo nas diversas ações da Comunidade. Adolfo Junior, um dos responsáveis pela administração do centro, explica que a coordenação da missão Shalom em Fortaleza entrou em contato com ele e perguntou sobre a possibilidade de colocar o CEST a disposição.

“Imediatamente aceitei, porque vi no Projeto Amigo dos Pobres uma forma de ajudar os mais necessitados neste tempo. Já me incomodava ver o CEST, um lugar tão grande, ocioso. Assim, entendi que Deus deu esta oportunidade de colocar a estrutura da casa a disposição desta nobre iniciativa”.

Atualmente, o CEST abriga cerca de 40 voluntários, dando a eles hospedagem durante o período em que estão cuidando dos beneficiados do Projeto Amigo dos Pobres, para evitar que eles voltem para casa e tenham contato com outras pessoas.

Esquema de segurança e distanciamento

Um esquema de segurança foi elaborado no local para seguir as diretrizes de distanciamento e higiene. Cada voluntário tem seu quarto individual e mais de um refeitório foi colocado à disposição para facilitar, inclusive, nos horários das refeições. Todas as normas de higienização e segurança estão sendo cumpridas com o maior rigor possível.

Os voluntários saem para seus trabalhos e voltam ao CEST para descanso e alimentação, sendo um essencial apoio para aqueles que estão generosamente se dispondo a ajudar os irmãos em situação de rua. O CEST – que traz no nome Santa Teresa, uma santa muito importante para a Vocação Shalom – hoje encarna sua missão de forma nova, sendo um lugar de contemplação, porque lá os voluntários fazem suas orações; e evangelização, porque dali eles partem para transbordar sua experiência com Deus para os que mais necessitam.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *