Notícias

Conheça o sentido da Arte Sacra presente no clipe do MSH e Canção Nova

No novo vídeo, o missionário e artista plástico Eduardo Silva aparece realizando o processo de concepção de uma obra sacra, que busca expressar aquilo que a música canta.

comshalom

Com melodia marcante e arranjos especiais, a música Fonte Inesgotável ganhou uma nova versão nas vozes de Gustavo Osterno, Guilherme Pontes e Mylene Otou, do Missionário Shalom, em parceria com Emanuel Stenio, Ana Lúcia e Thiago Tomé, da Comunidade Canção Nova. Os artistas se reuniram para cantar a Deus em um clipe exclusivo lançado nesta segunda-feira, 1º de junho, no canal do MSH no YouTube.

No novo vídeo, o missionário e artista plástico Eduardo Silva aparece realizando o processo de concepção de uma obra sacra, que busca expressar aquilo que a música canta. Mesmo diante da complexidade em explicar o mistério de uma obra de arte, principalmente de valor sacro, o consagrado concedeu uma entrevista ao comshalom sobre esse novo trabalho e sobre a sua experiência durante a execução.

A obra é uma experiência com Deus

De acordo com Eduardo, a obra fala de uma experiência com Deus Pai, o Espírito Santo e a fragilidade humana. “Ela foi concebida, antes de tudo, no coração daqueles que compuseram a melodia e a letra, eu só tentei tornar imagem aquilo que a música deseja passar”, explica o missionário. No início, para entender como Deus queria se expressar, o consagrado se colocou em oração com a música, suplicando ao Espírito Santo que revelasse um caminho.

Música: Fonte Inesgotável

Teu coração se abre ao ouvir a nossa voz
Te suplicando: “Pai, envia o Teu Espírito”
Fonte inesgotável de cura e santidade
Batiza-nos ó Pai, pois somos os teus filhos
Vem me transformar, vem me restaurar
Só Tu, Espírito, dás vida nova ao meu coração
O amor de Deus foi derramado nesse lugar
Pelo Espírito que nos foi dado e transborda em nós

Composição: Gustavo Osterno, Keciane Lima,
Eduardo Cardoso, Nicodemos Costa, Laura Salvador e Pedro Ivo

As três formas da obra Fonte Inesgotável

“Na minha oração, eu via três formas: a forma do coração do Pai, que está acima e que se derrama como uma fonte; a forma do Espírito Santo que é como em Pentecostes, línguas de fogo que se repartem e se difundem; e a forma do coração do homem, que é deformado, ferido, fraco, que não é como o coração do Pai e que precisa ser restaurado”, partilha.

Desenho inicial da obra Fonte Inesgotável (Eduardo Silva)

Eduardo conta que durante a pintura o coração do homem começou com tons de terra, que remetiam à pobreza, depois ganhou nuances de vermelho, que faziam referência à vida, e, por fim, recebeu os tons de dourado que retratam a graça recebida pela ação do Espírito Santo. O coração do homem também é apresentado com rachaduras para lembrar que Deus também age nas nossas fraquezas. Esse último aspecto descreve a experiência do artista com a obra. Ele conta ainda que o trabalho durou uma tarde e contou com a ajuda do sol para que a peça secasse bem.

O Espírito Santo transborda amor

A escultura Fonte Inesgotável tem como fundamento a letra da música, mas também as palavras de São Paulo aos Romanos: “O amor de Deus foi derramado nos nossos corações pelo Espírito que nos foi dado” (Rm 5, 5). O missionário destaca que essa foi a experiência que ele e a equipe envolvida no clipe tiveram durante a produção.

“O Espírito é esse amor que transborda, por isso o tom de dourado está sobre o coração do homem, no coração do Pai, nas chamas, pois é símbolo da graça de Deus que transborda nas nossas vidas”. Essa graça é uma fonte ininterrupta, é uma fonte inesgotável e perpassa a história de cada homem e de cada mulher.

De acordo com Eduardo, é possível ver nessa obra, como o coração aberto e largo do Pai se inclina para alcançar o coração do homem. “O coração do Pai tem tons de azul que remetem ao céu, que lembram que o céu é o fundamento, o essencial para onde devemos ser elevados… Já o coração do homem mostra uma realidade finita, estreita, rebaixada pelo pecado, mas capaz de ser alcançada pela graça de Deus que perpassar as três formas: o Espírito Santo “.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *