Notícias

Conheça três santos que desejavam receber a Eucaristia, mas não podiam

Os cristãos de hoje não são os primeiros a desejarem receber os sacramentos e não ser possível. Enfermidades, aprisionamento e tantas outras situações foram enfrentadas por alguns santos reconhecidos pela Igreja no desejo de viverem a vida sacramental.

Tudo ao nosso redor parou, e com isso, para muitos católicos surge a dúvida de como levar uma vida de santidade sem contar com a ajuda dos sacramentos neste tempo de isolamento.

Para a missionária da Comunidade Católica Shalom e mestre em teologia, Josefa Alves, é possível ter uma vida de santidade na situação atual. Uma dica é não se limitar a noção de tempo e espaço que conhecemos, pois como afirma Josefa “a graça de Deus não tem limites. Nós também somos templos do Espírito Santo, Deus nos habita”.

A fé, devoção, desejo, reta intenção e amor a Deus compõem os meios necessários para obter as graças dos sacramentos e continuar a jornada para o encontro com Cristo. “Por exemplo, na Eucaristia a comunhão espiritual é real. Quem tem a consciência e a fé ao comungar, recebe dentro de si a força de uma bomba atômica em graças, por receber Deus”. Josefa também explica que quem comunga fisicamente, sem os mesmos desejos de quem é chamado a receber o sacramento de forma espiritual, corre o risco de não ter o efeito daquele sacramento realizado na alma.

Santos que desejaram receber a Eucaristia

Os cristãos de hoje não são os primeiros a desejarem receber os sacramentos e não ser possível. Enfermidades, aprisionamento e tantas outras situações foram enfrentadas por alguns santos reconhecidos pela Igreja no desejo de viverem a vida sacramental, e o fruto desse “sofrimento” gerou muitas graças para eles e para a Igreja.

Josefa nos relata a história de três santos conhecidos. Santa Teresinha pela sua enfermidade ficou mais de um mês sem receber a Eucaristia, pois como tinha tuberculose poderia vomitar sangue e assim a própria comunhão. Também São João da Cruz que preso por mais de nove meses ficou sem receber nenhum sacramento e sem poder também celebrar a Eucaristia. “Ali no cárcere, São João da Cruz escreveu seus cânticos espirituais. Dentro da alma, ele não estava só. Importante ter essa consciência de que não estamos sós, o Senhor vem e faz morada e se une a nós”, explica Josefa.

Outra história de uma santa que pela enfermidade não podia receber a comunhão é Santa Gema Galgani. Por desejar muito receber a Eucaristia, quem trazia para ela a comunhão era seu anjo da guarda. Josefa reforça que são histórias reais vividas por homens e mulheres comuns que se tornaram santos, ela lembra que mesmo não podendo tocar fisicamente, não significa que o Senhor não está conosco, por isso é possível viver a santidade nesse tempo.

Lydiana Rossetti

Leia também

Linda oração de Santo Afonso para a comunhão espiritual

Como fazer a comunhão espiritual e qual o valor dessa forma de receber Jesus?


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *