Formação

Conhecer as diferenças para viver melhor

comshalom

diferencas homem e mulherA sexualidade, concebida como a forma de se relacionar com o mundo, abrange a identidade da pessoa. O ser humano é um ser necessitado de complementaridade. As diferenças entre as pessoas são essenciais para que ocorra a complementaridade, ou seja, a unidade na diversidade. Pretendendo favorecer a compreensão da realidade relacional entre homem e mulher, na busca dessa complementaridade, trataremos das características mais gerais de cada sexo, que se definem a partir das influências hormonais, orgânicas, psicológicas, da história de vida individual, da leitura pessoal dessa história e do contexto sociocultural em que estão inseridos os indivíduos.

De forma simplificada e generalizada, serão relacionadas algumas características masculinas e femininas, em vista de favorecer a compreensão mútua e a busca da complementaridade.

Características masculinas:
•    Racionalidade e objetividade
•    Habilidade maior de orientação espacial
•    Relaciona-se com o mundo de forma mais funcional e menos emocional
•    É mais conduzido pelos fatos, é mais calculista
•    É levado normalmente a comandar a situação
•    O trabalho tem uma importância vital para o homem
•    É por natureza desconfiado e competitivo
•    Defensivo e solitário, esconde as emoções para não perder o controle da situação
•    Tem dificuldades de assumir suas fraquezas e emoções
•    Dificuldade de ser carinhoso em função de certo machismo
•    Tem dificuldade de admitir seus erros, pois associa ao fracasso
•    Tem mais dificuldade de se autoconhecer por lhe ser difícil assumir fraquezas
•    Percebe menos os estados de ânimo das pessoas, menos empático
•    Tem dificuldade de falar de si mesmo. Por isso foge na periferia (nas coisas externas – esporte, TV, jornal… Assim, prefere falar das coisas externas a si
•    Resiste à correção e não gosta de ouvir conselhos quando não solicitados
•     No stress do cansaço o homem se concentra e se retrai e quer esquecer os problemas do trabalho não resolvidos, refugiando-se em outra atividade, como TV ou jornal, internet, etc.
•    Cala-se, geralmente, quando está aborrecido, ruminando consigo mesmo, não gosta de partilhar problemas, pois lhe parece estar dando sinal de fraqueza
•    A entonação de voz masculina é alta e seca. Às vezes elas acham que eles estão sendo grosseiros…

Características femininas:
•    Mais dada a emoção. Envolve-se mais com tudo o que vive
•    Relaciona-se mais, falando de si e por isso tem mais amizades
•    Mais conduzida pelos afetos
•    Mais conduzida pela intuição
•    Mais preocupada com os detalhes, datas e com a beleza
•    Relaciona-se com a casa como uma extensão dela mesma (ordem, beleza, limpeza…)
•    Mais cuidadosa nos relacionamentos
•    Raciocina falando
•    Por causa do instinto materno, tem maior capacidade empática
•    A mulher, no trabalho valoriza a qualidade dos relacionamentos
•    A mulher fala mais que o homem, geralmente
•    A família é mais importante para a mulher – a tendência do mundo em torná-la produtiva e competitiva tem prejudicado um pouco o exercício de sua missão familiar
•    A mulher percebe não só o que é falado, mas como é falado e que expressão corporal acompanha a fala
•    A mulher gosta de dar conselhos mesmo quando não solicitada
•    A mulher quer conversar quando está estressada ou com problemas. Ela relaxa conversando. Quando os dois estão cansados, então pode haver conflito
•    A mulher se veste da forma como está se sentindo
•    Ela antecipa-se às necessidades dos outros
•    Para a mulher, partilhar problemas é sinal de confiança

Tais características demonstram claramente como os dois têm um bom potencial à complementaridade. Para usufruir dessa complementaridade no cotidiano da vida familiar ou no trabalho, é necessário que haja parceria e não a competitividade que exclui ou minimiza o potencial do outro.

Na educação dos filhos, saber compreender a natureza masculina e feminina, bem como o temperamento e a personalidade do cônjuge, é muito importante para que estabeleçam a unidade e com isso, conduzam os filhos com amor e firmeza. Essa unidade construída pela aceitação das diferenças e pela busca dessa complementaridade promove a estabilidade afetiva e emocional da família – condição que favorece nos filhos a assimilação dos valores que são ensinados pelos pais.

Partindo das características relacionadas aqui, o casal poderá aprofundar o conhecimento mútuo, identificando outras características pessoais um do outro, a fim de buscar um ajustamento conjugal sempre crescente e unitivo.

Laura Martins

Revista Shalom Maná (Agosto de 2011)


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *