Formação

Leitura orante: Cristo Ressuscitado em Emaús

comshalom

emaúsO método da Lectio Divina consiste em quatro partes: leitura, meditação, oração e contemplação. Para que o seu Estudo Bíblico seja frutuoso você precisa da graça de Deus e de disposição da sua parte, não lendo apressadamente, não meditando superficialmente, não orando só com os lábios, enfim, deixando que o Espírito aja.

Da parte de Deus, sua graça nunca falta, pois Ele é fiel e sempre cumpre o que promete. Então, faça parte, dedique um tempo de mais ou menos uma hora para Ele, sem preocupar-se com outra coisa a não ser o “permanecer com a Palavra do Senhor”.

Tome o trecho dos discípulos de Emaús, narrado em Lucas 24,13-35. Leia-o com atenção, pelo menos cinco vezes, à meia voz. Depois, leia-o novamente, em silêncio, meditando no que o Senhor lhe diz.

Partilhemos um pouco sobre o texto. Muitos versículos certamente lhe chamaram a atenção. Os discípulos estavam conversando sobre Cristo, mas isso os deixava tristes, “com o rosto sombrio” (v. 17). No final da conversa, sobre o mesmo assunto, “seus corações ardiam” (v. 32). Como isso aconteceu? Muitas vezes isso pode ocorrer conosco. Apesar de estarmos lendo ou conversando sobre Cristo, nosso coração está triste, sem perspectivas, desanimado. Outras vezes – e você mesmo já deve ter experimentado – ao lermos um trecho bíblico, nosso coração arde, inflama-se de amor e de desejo de servir a Deus. As razões desta mudança, a meu ver, só dependem de nós.

No caso dos discípulos de Emaús, eles foram “insensatos e lentos de coração para crer em tudo o que os profetas anunciaram” (v. 25). Eles não acreditaram nas palavras dos profetas e na do próprio Cristo, que havia anunciado a necessidade do sofrimento que Ele iria passar antes de entrar na glória. Também foi importante o testemunho de alguém que lhes explicasse as Escrituras (no caso o próprio Jesus). Muitas vezes desprezamos os ensinos, palestras e cursos por acharmos que já sabemos o suficiente. No entanto, uma palavra inspirada pode ser o que falta para uma conversão profunda.

Outro ponto importante neste trecho é a sua associação com a missa, e as duas liturgias: a da Palavra e a sacramental ou eucarística. É o mesmo Cristo que se oferece e que os restaura. Eles, porém, só o reconheceram “ao partir o pão” (v. 30-31). No fim, eles se sentem impelidos a anunciar (it missa est) aos outros companheiros que Jesus havia aparecido a eles. A alegria do encontro faz aumentar a fé da comunidade que confirma: “É verdade! O Senhor ressuscitou…” (v. 34).

Faça sua oração a partir do versículo 29:
“Permanece conosco, pois cai a tarde e o dia já declina”. Fica, Senhor, neste tempo de provação, pois já não enxergo tão bem. Fica comigo, Senhor, pois parece-me o fim, mas na verdade são apenas nuvens que escurecem o céu da minha vida. Ajuda-me, Senhor, a crer e confiar em tuas palavras e nas de teus profetas que continuam a falar hoje.

Obrigado por tantos testemunhos daqueles e daquelas que nos transmitiram a fé. Que eu seja também um mártir, isto é, uma testemunha fiel até a prova do sangue, se for preciso. Obrigado, Senhor, pelo inestimável sacramento da Eucaristia, o maior presente que nos deixaste, pois és tu mesmo! Obrigado pelos teus sacerdotes que consagram o pão e o vinho para se tornarem teu corpo e sangue. Envia, Senhor, mais santos sacerdotes para a tua messe.

Continue em oração, suplicando que o Espírito Santo complete a obra iniciada. Receba Jesus espiritualmente e fique com Ele! Não há nada mais sublime que este encontro místico do Senhor do universo com sua pobre mas tão amada criatura. Ele te escolheu! Aceite-o! Ame-o!

José Ricardo F. Bezerra
Consagrado na Comunidade de Aliança Shalom

Arquivo Formação Shalom


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *