Formação

Cristo Ressuscitou, Aleluia!

comshalom

Cristo Ressuscitou, Aleluia! Sim, VerdadeiramenteRessuscitou, Aleluia! Esta é a grande notícia deste dia. E porque é a grandenotícia deste dia, imaginem quando a primeira vez os ouvidos da humanidadeouviram esta notícia…

Vejam bem! Maria Madalena estava no sepulcro e chorava.Estava no sepulcro e chorava a ausência de Deus, a ausência de Cristo. AqueleJesus que tinha tirado sete espíritos dela, que tinha lhe devolvido a vida e adignidade já não estava mais com ela. Aquele Jesus que tinha olhado nos olhosde Maria como nenhum outro homem jamais olhou. Aquele que nos olhos de Maria deMadalena enxergou as suas dores mais profundas, as suas misérias maisescondidas. Aquele Jesus que fez que seus olhos encontrassem os olhos de alguémque não se julgava, nem se merecia ser amada. Aquele Jesus foi tirado, tiradopela morte, e Maria sofria a ausência de Deus.

Na nossa casa na comunidade, nós também fazemos estaexperiência. Os sacrários principais da nossa casa ficaram vazios, e Jesus foiposto numa sala trancada, e o sacrário vazio. A capela vazia, o sacrárioaberto, vazio. A Igreja faz isto para que de uma maneira leve muito leve. Masisto é como uma porta, para que possamos penetrar no mistério da ausência deDeus, do esposo que é tirado. E ali na capela eu dizia para um irmão: que coisaimpressionante, eu queria estar lá dentro daquela sala, na hora de fechar aporta eu quase não saia lá de dentro, porque pra mim era como se fosse perder,e era no sentido figurado perder, e ao fechar aquela porta, por mais que tinhamos ícones, a ausência de Jesus eucarístico era um vazio. Vazio que parece quetinha um vazio em toda a casa. Com a presença Dele parece que traz vida a todacasa.

Eu vi uma diferença também há alguns meses na nossa casa. Anossa capela da residência feminina foi terminada, mas não tinha a presença doSantíssimo Sacramento. O senhor Arcebispo marcou um dia para inaugurar e nósficamos uns meses sem o Santíssimo. No dia em que Jesus entroueucaristicamente naquela capela nossa casa mudou. A presença e a ausência deDeus! É isso que Maria e os discípulos viviam naquele momento. A ausência deJesus, a ausência de Deus. E a ausência de Deus é tristeza, é desespero, éfalta de sentir; a ausência de Deus é medo, é temor, é ansiedade; a ausência deDeus é inquietação, é infelicidade, é dor profunda…

E o mundo, meus irmãos, chora, o mundo chora como MariaMadalena chora, a humanidade chora, como Maria Madalena chora, e como os discípuloschoram… imaginem a situação dos discípulos naquele lugar fechado, trancados,aterrorizados por que não tinham Jesus. A ausência de Deus, é a pior coisa, é omaior mal da humanidade. E é naquele clima de ausência de Deus, que muitasvezes nós podemos nos encontrar, e sofrermos essas conseqüências da ausência deDeus. As conseqüências da tristeza, da dor, da isolação, da ausência de Deus.

É exatamente neste clima, nesta situação que olhando promundo nós o encontramos vivendo nesta ausência de Deus. Olhando pro mundo nós oencontramos sob o julgo da morte, das trevas, da desolação. E é exatamente aíque aquela mulher, aquelas mulheres, aqueles homens ouviram, a notícia quetodos os ouvidos queriam ouvir , que os reis, que os profetas, que os patriarcas,que os homens mais simples e mais nobres quiseram ouvir: Ele está vivo, Eleestá presente, Ele venceu a morte, Ele é a resposta para toda desolação, Ele éa resposta e a vitória para toda desolação da face da Terra, Ele é a resposta ea vitória para toda dor do mundo, Ele está presente, Ele venceu, Ele está vivo.O pecado, o mundo, a morte, não pode detê-lo.

"Mulher", disse Jesus, e hoje Ele pode dizer paracada um de nós: "mulher, homem" e ao dizer mulher e ao dizer homem,Ele diz:" Eu estou aqui, eu não estou ausente, Eu não estou longe, Euestou aqui. Tu muitas vezes pode estar ausente de mim, mas Eu não. Eu estouaqui, Eu estou ao teu alcance, estou ao alcance de teus olhos. Das tuas mãos,ao alcance da sua fé, ao alcance do seu coração, ao alcance do seu toque. Euestou aqui, Eu vivo, Eu ressuscitei. O mal do mundo não é maior do que meuamor, as tristezas do mundo não são maiores que minha alegria. A desolação domundo não é maior do que minha consolação."

"Eu estou aqui, Eu venci, Shalom! Paz! Paz a ti!"E aqueles ouvidos e aqueles corações quando ouviram tudo aquilo que qualquer umde nós em todo tempo e em toda história da humanidade precisa ouvir, seencheram de alegria, e partiram, e partiram, e partiram, e partiram, e partiramporque vendo uma desolação do mundo eles ouviram a voz de Jesus que dizia:"como o Pai me enviou, Eu também vos envio; como o Pai me enviou, eutambém vos envio".

Esta notícia, esta verdade, este fato, este acontecimento,esta alegria, esta paz é para ser comunicada, é para ser anunciada, é para sertransmitida.

É para ir de encontro da desolação do mundo, para poderdestuí-la, e assim, encher o mundo e o coração dos homens e das mulheres donosso tempo da consolação do Ressuscitado. Sim, porque há uma consolação paraeste mundo, nós estamos no novo milênio, a Igreja, o Espírito hoje grita, pormeio do nosso Papa, mar a dentro, "vamos a tarefa, vamos em frente, vamosanunciar os que os ouvidos e que os olhos e o coração dessa humanidade anseia,vamos anunciar essa grande alegria, a vitória sobre a morte, o consolo para ador, a luz para os olhos, a paz para os corações a vitória sobre o mal.

Isso é possível, isso está nas nossas mãos. Isto é oevangelho, CRISTO RESSUSCITOU, SIM VERDADEIRAMENTE RESSUSCITOU, e esteverdadeiramente é a nossa força é a nossa alegria.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *