Formação

Dai-lhes vos mesmo de comer.

comshalom

Dai-lhes vos mesmo de comer, diz Jesus
Jesus é o pastor que alimenta o rebanho com sua palavra e ensina-lhes muitas coisas boas. Como continuadores da missão pastoral de Jesus, devemos nós também dar a nossa parte de contribuição para que o povo seja formado na fé.
Jesus nos ensina a conhece-lo por meio da fé, pois a fé, é a maior arma do cristão para vencer todo o mal e o pecado. Por meio da fé, Jesus nos mostra o caminho para chegarmos a Deus.
O homem de século XXI, tem fome e sede de Deus, seu coração busca incessantemente o coração misericordioso de Cristo, mas infelizmente nesta busca muitos são enganados por não saberem distinguir onde está o verdadeiro Cristo, pobre, humilde e obediente.
No evangelho de São Macros (Mc6,30-44), a ordem de Jesus aos seus discípulos é para que alimentassem a multidão que o seguia e não tinham nada para saciar sua fome. Essa ordem de Jesus, deve servir também para nós que continuamos a sua missão: “Dai-lhes vos mesmo de comer,” diz Jesus.
Há humanidade geme e grita de fome, uma fome que é muito maior espiritual do que material. Vendo toda essa dor que o povo de Cristo esta vivendo, podemos nos perguntar. Onde estão os novos discípulos de Jesus? O que estão fazendo para saciar a fome e a sede que os filhos de Deus tem dele?
Em vários momentos da vida de Jesus, ele manifesta a sua sensibilidade para com seus filhos que sofrem nas mãos do mundo. Por isso o sofrimento no coração de Jesus o Santo de Deus, começa bem antes do calvário.
Antes da crucificação, Jesus chora quando seu amigo Lazaro morre, e se compadece em ver seu povo sofrer nas mãos do ante cristo que os engana, ensinando doutrinas espirituais diferente daquela Ele trousse para os filhos de Deus nesta terra.
“Jesus viu uma grande multidão e compadeceu-se dela, porque eram como ovelhas sem pastor. E começou a ensinar-lhes muitas coisas,” (Mc6,34).
Olhando, o lado material, algumas pessoas podem até dizer que não tem nada para oferecer, o que tem pode ser muito pouco, não da para dividir, no entanto, Pedro e João também não tinham nada, mas ao encontrarem um pobre cego na porta do templo pedindo esmola a resposta de Pedro é, “eu não tenho nada, nem ouro nem prata mas o que tenho eu te dou, Jesus Cristo.”
Esse é o sentimento que o Senhor espera que tenhamos com nosso próximo. Dar-lhe de comer através da sua palavra, e assim alimentar a alma e o coração que é sedento de Deus.
Jesus sabia que nem tudo que ele fala, ficava 100% gravado no coração daquelas pessoas, porque o mundo, o ante cristo já tinha entrado em suas vidas em seus corações primeiro que Ele. Por isso, por mais que eles o ouvissem, sempre queriam mais porque já existia uma certa resistência do próprio corpo à aceitar uma conversão, uma mudança de vida, de costumes.
Dai, a resposta do porque hoje há tantas pessoas resistentes as mudanças que Deus deseja fazer um sua vida. Ao rezar e refletir sobre este evangelho, podemos até imaginar a cena da multidão ali parada ouvindo Jesus querendo algo novo, querendo liberdade, e aos poucos a aquelas palavras ia contagiando, saciando os corações sofridos.
Amados irmãos, Jesus hoje, neste dia, também para, para nos falar da sua doutrina, do seu amor para com cada ser humano, e nos ensinar muitas coisa. Somo ovelhas que temos pastor, e quando nos reunimos como igreja é esse pastor que está ali na frente, no altar, para nos conduzir, nos corrigir e nos amar.
Mas há momentos, que Ele também nos coloca como pastor, e sua resposta para nós é, “ Dai-lhes vos mesmo de comer”. E assim como verdadeiros pastores é preciso ter paciência e muito amor pelas ovelhas. Porque nem sempre elas vão ouvir e viver tudo aquilo que lhe foi ensinado.
Que Jesus nos ensine apascentar as ovelhas, com paciência, amor e misericórdia, assim como faz com cada um de nós, nos alimentando e formando com sua palavra. Shalom! Deus o abençoe


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *