Formação

Deus justifica os humildes pecadores

comshalom

No Evangelho de São Lucas 18,9-14, Jesus nos alerta que não basta ser perseverante e insistente na oração. É preciso reconhecer e confessar a própria pequenez, recorrendo à misericórdia de Deus. De nada adianta o homem justificar a si mesmo, pois a justificação é dom de Deus.

Entre nós e pelo mundo afora, percebemos que muitas pessoas invocam o nome santo de Deus, vão à missa, professam-se cristãos, criam uma religião ao sabor de seus interesses para acobertar os desmandos que cometem e as vidas que eliminam impunemente. No fundo, nada fazem senão repetir a velha tática de querer manipular a Deus, considerando-se piedosos e homens de igreja, tentando ganhar simpatias e cargos para continuarem explorando e matando.

Ritos e funções religiosas, por si só, não convencem a Deus. O termo “religioso” ou “católico” pode encobrir ambiguidades e contradições. Não cabe a nós julgar, mas a palavra de Deus, neste trecho do Evangelho, insiste em afirmar que Deus não aprova ofertas, ritos e celebrações que procuram “comprar”. Deus, pois, só Ele, e não nossas ações, pode justificar. E Ele justifica quem reconhece seu nada e miséria, descobrindo que o amor e a justificação são gestos da gratuidade de Deus.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *