Formação

É comparado ao homem sensato…

comshalom

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

José Ricardo F. Bezerra

 

Antes de iniciar a leitura, peça o auxílio do Espírito Santo,aquele que inspirou os autores sagrados a escreverem o que Deus quis, paraentender o que e o para que foi escrito. Oremos: “Ó vinde Espírito Santo,enchei os corações dos vossos fiéis, acendei neles o fogo do vosso amor.Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado e renovareis a face daterra”. Oremos: “Ó Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luzdo Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo omesmo Espírito e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo Senhor nosso.Amém”.

O objetivo desta seção é levá-lo a ler e meditar com aPalavra de Deus através do antigo e comprovado método da Lectio Divina queconsiste em quatro passos: leitura, meditação, oração e contemplação.

Tomemos o capítulo 7 do evangelho segundo Mateus,dos versículos 21 a27, e façamos uma Lectio com ele. Leia-o com atenção, pelo menos três vezes àmeia voz.

Partilhemos. No final do sermão da montanha, Jesus diz comodeve ser o verdadeiro discípulo: aquele que ouve a sua palavra e a põe em prática. Não bastadizer Senhor, Senhor. Ou expulsar os demônios em nome de Jesus. Nem mesmo fazermilagres garantirá a entrada no Reino. São os que ouvem a sua Palavra resumidano belíssimo sermão que começa com as bem-aventuranças, e as pratica. Este sim,é um homem sensato, semelhante ao que constrói sua casa sobre a rocha firme.Todo construtor sabe disso. Toda edificação precisa ter um bom alicerce. Quantopior o terreno e mais pesado for o edifício, mais profundo deve estar o alicerce.Até encontrar a rocha ou uma boa resistência para sustentar o peso do edifício.Para isto, os engenheiros lançam às vezes de grandes estacas, cravadas no solocom pesados bate-estacas. As pessoas estranham porque às vezes as estacas sãousadas e em outras não. A razão é esta, depende do terreno e do edifício. Navida espiritual também é assim. Precisamos estar bem firmes, construir nossacasa sobre a rocha que é Jesus Cristo (cf. Mt 16,18). Quanto pior for o nossocoração (terreno) ou pesado pelos pecados estivermos, mais profundo deve ser onosso alicerce.

O verdadeiro discípulo é primeiramente aquele que ouve aPalavra. Você tem lido e escutado regularmente o Evangelho? Este é o primeiroponto. Quanto tempo você dedica para ler e meditar a Palavra de Deus por dia?Não tem tempo? Ou prefere outras coisas? Sabemos que o tempo é uma questão (namaior parte das vezes) de preferência. Medite e reze pedindo fidelidade à sualectio diária. Suplique esta graça de todos os dias reservar um tempo para lera Bíblia e aprofundar no conhecimento de Jesus Cristo nosso Senhor.

Mas não basta conhecer, rezar e até fazer milagres em nomede Jesus. O segundo ponto é: praticar a Palavra de Deus. O primeiro sem osegundo de nada vale. É como o homem insensato que constrói sobre a areia. Ouvee sabe a Palavra. Porém não a põe em prática. É uma casa sem alicerce, que irádesmoronar. O segundo ponto sem o primeiro é muito difícil, pois ninguém ama oque não conhece. A prática das boas obras sem o Evangelho é pura filantropia.Há os que fazem por razões pessoais e há os que desejam ser vistos como grandesbenfeitores. Para estes, Jesus diz: “Já receberam sua recompensa” (Mt 6,2). Naverdade, o que Jesus nos pede está resumido nos dois mandamentos do amor: Amara Deus com todo o coração, com toda a alma e com todo o entendimento e Amar aopróximo como a si mesmo. (cf. Mt 22,37-38). Como está o seu amor a Deus e aosirmãos? Ore e peça um amor purificado, um amor gratuito que não esperareconhecimentos terrenos. Se quiser, tome a primeira carta de São Paulo aoscoríntios, capítulo 13 e confronte com seu amor.

As partilhas acima não têm a pretensão de enjaulá-lo. A cadaum o Senhor se revela e fala o que necessita, pois Ele é um Deus vivo. Uma sópalavra pode ser suficiente para uma lectio. Por exemplo: Sensato (cf. Mt7,24). Você é sensato(a)? Ou é Insensato(a)? No dicionário, sensato é quem tembom senso, prudente, cauteloso. E insensato é quem tem falta de senso ou razão,demente, louco. Jesus contou uma parábola na qual chama de “insensato” o ricoque acumula para si e esquece que pode morrer a qualquer momento (cf. Lc12,13-21). Noutra parábola ele diz que “os filhos deste século são maisprudentes com sua geração que os filhos da luz” (Lc 16,8). E então, vocêouviria Jesus chamá-lo(a) de sensato(a), ou de insensato(a)? Como você usa suainteligência e razão para a vida espiritual?

Outro exemplo. O texto fala da construção de uma casa. Vocêjá viu uma casa sendo construída? É assim: Alguém vê um terreno e vai dormir.No outro dia, ele acorda e a casa está pronta para morar? Claro que não! Levatempo. Não pense que vai ser de um dia para o outro. Antes de lançar o alicerceprecisa limpar o terreno. Você já limpou seu coração? Ah, sim, antes mesmodisso, precisa do projeto, de como será a casa. Você tem seu projeto de vidaespiritual? ‘Pôxa, tava me esquecendo… ’ Pois é, precisa! Ore sobre isso.Peça ajuda a seu orientador espiritual ou formador.

Veja mais um: “Caiu a chuva, vieram as enxurradas, sopraramos ventos…” (v. 25) Chuva, enxurrada e ventos podem significar as tribulaçõese dificuldades da vida. Como você as está suportando? A chuva pode ser umabênção, na terra seca. Mas pode causar muito estrago nos terrenosdespreparados… Quantos dias dariam para rezar só com esta passagem, não é?

O quarto passo da lectio é a contemplação. Algumas pessoasme dizem que tem dificuldades em contemplar. Sabem ler, meditar e orar, porémcontemplar não conseguem. A lectio é como uma refeição. A leitura corresponde àmastigação. A meditação à digestão. A oração deve estar antes, durante e depoisdesta refeição. E contemplar é saborear o alimento. Muitos comem depressa e nemsabem mais qual o gosto do que acabaram de comer. Outros apreciam apenas quandochega a sobremesa. Mas o bom “gourmet” vai se deliciando a cada prato.Retomemos a lectio com um exemplo logo do início do texto apresentado. “Nemtodo o que diz Senhor, Senhor, entrará no Reino dos céus.”(Mt 7,21) ‘O Reinodos céus! Eu quero entrar Senhor! Mostra-me o teu Reino. Sei que ele começaaqui. Ajuda-me a estar a cada dia contigo no meu coração. Tu estás sempre emmim, mas eu é que não tenho estado onde estás. Tantas preocupações e eu longede ti… ’. Se você está lendo este texto tenho certeza que Deus operou econtinuará operando em sua vida. Aprecie esta obra de Deus. Louve-o, bendiga-o,adore-o. Escolha ficar com Ele!

Ao concluir uma Lectio, lembre-se de anotar em seu cadernode oração as graças que o Senhor o(a) fez experimentar.

Até a próxima.

Shalom!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *