Formação

Espiritualidade do Advento

comshalom

Advento vem do latim adventus. Significa “chegada”, do verboadvenire: “chega a”. É o primeiro tempo do Ano Litúrgico, o qualantecede o Natal. Para os cristãos, é um tempo de preparação e alegria,de expectativa, durante o qual os fiéis, esperando pelo nascimento deJesus Cristo, vivem o arrependimento, promovem a fraternidade e a paz.

No calendário religioso este tempo corresponde às quatro semanas queantecedem o Natal. O tempo do Advento é para toda a Igreja, momento deforte mergulho na liturgia e na mística cristã. É tempo de esperança,de estarmos atentos e vigilantes, preparando-nos alegremente para avinda do Senhor Jesus, como uma noiva que se enfeita e se prepara paraa chegada de seu noivo, seu amado.

O Advento começa às vésperas do domingo mais próximo do dia 30 denovembro e vai até as primeiras vésperas no Natal de Jesus, contandoquatro domingos. Ademais, esse tempo possui duas características: nasduas primeiras semanas, a nossa expectativa se volta para a segundavinda definitiva e gloriosa de Jesus Cristo, Salvador e Senhor dahistória. As duas últimas semanas, dos dias 17 a 24 de dezembro, visamem especial à preparação para a celebração do Natal, a primeira vindade Jesus entre nós.

Por isso, o Tempo do Advento é um tempo de piedosa e alegreexpectativa. Isso por que nos recorda a dimensão histórica da salvação,evidencia a dimensão escatológica do mistério cristão e nos insere comoIgreja militante, no caráter missionário da vinda de Cristo.

Este caráter missionário do Advento se manifesta na Igreja peloanúncio do Reino e por sua acolhida no coração do homem até amanifestação gloriosa de Cristo. As figuras de João Batista e Maria sãoexemplos concretos da vida missionária de cada cristão, quer preparandoo caminho do Senhor, quer levando o Cristo ao irmão para o santificar.

Não se pode esquecer que toda a humanidade e a criação vivem emclima de advento, de ansiosa espera da manifestação cada vez maisvisível do Reino de Deus. Celebrar o Advento é, portanto, um meioprecioso e indispensável para nos ensinar sobre o mistério da salvaçãoe assim termos a Jesus como referência e fundamento, dispondo-nos a“perder” a vida em favor do anúncio e instalação do Reino.

No Advento, precisamos nos questionar e aprofundar a vivência dapobreza. Não a pobreza econômica, mas principalmente aquela que leva aconfiar, se abandonar e depender inteiramente de Deus e não dos bensterrenos. O Advento também é tempo propício à conversão. Sem um retornode todo o ser a Cristo, não há como viver a alegria e a esperança naexpectativa da sua vinda.

É necessário que preparemos o caminho do Senhor em nossas própriasvidas, lutando incessantemente contra o pecado e as fraquezas, medianteuma maior disposição para a oração e mergulho na Palavra de Deus.Portanto, para vivenciar esse tempo litúrgico da nossa Igreja, épreciso reviver alguns valores que são essenciais em nossa vida decristãos, como: a esperança, a pobreza, a conversão. Desta forma,exclamaremos em brado de glória junto com toda a Igreja: Marana tha!Vem Senhor Jesus!

FONTE: Revista Ave Maria
Vagne Gama dos Santos – seminarista claretiano, estudante de Teologia.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *