Formação

Este povo me honra com os lábios…

comshalom

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

Tomemos hoje a passagem do Evangelho segundo São Mateus,capítulo 15, versículos de 1 a20 (Mt 15,1-20) e façamos a lectio deste mês.

O que é a pureza para você? Você sabe como era a questão dapureza legal no tempo de Jesus?

Como você leu, os fariseus e os escribas eram muitopreocupados com a pureza, conforme a tradição dos antigos, a maneira correta delavar as mãos, os copos, pratos e jarros. Jesus e os seus discípulos pensavamde outra forma. O mais importante não era o exterior, e sim o interior. Porisso, o Mestre os chama de hipócritas. E citando o profeta Isaías diz arespeito deles: “Este povo me honra com os lábios, mas o coração está longe demim. Em vão me prestam culto, pois o que ensinam são mandamentos humanos.” (Is29,13). Na certa, aqueles homens conheciam estas palavras do profeta, mas aindaassim preferiam mostrar uma aparência de cumpridores da lei, uma vez que ninguémvia o que se passava por dentro deles. Porém, Deus conhece os nossos corações(confira os seguintes versículos: 1Rs 8,39 = 2Cr 6,30; Lc 16,15; Jo 2,25; At15,8).

 Em relação àhipocrisia você já teve ocasião de meditar em outras lectios. Retome o seu cadernoe veja as suas orações e meditações destes dias (cf. “Não imiteis os fariseus”(pg. 115) e “Teu Pai que vê o que é oculto…” (pg. 125)). Medite agora com aspalavras do profeta Isaías citadas acima. O Senhor é claro: Não adianta nadacantar e louvar a Deus somente “da boca para fora”. Veja que é diferente delouvar “sem vontade”. Pois, quando o louvamos por vontade decidida, mesmo semvontade, Deus vê o nosso esforço e o aceita como oferta de agradável odor. Acondenação do profeta é contra a falsidade. É ter o coração distante de Deus eaté com más intenções e colocar-se como pessoas piedosas.

O ensinamento principal deste trecho está a partir doversículo 10. “Ouvi-me e entendei! Não é o que entra pela boca que o tornaimpuro, mas o que sai da boca, isto sim o torna impuro.” O importante não é oque vem de fora, do mundo, das outras pessoas e acontecimentos, e tentamcontaminá-lo. E sim o que sai do seu coração. Mas um alerta: o bombardeio domundo é intenso. Por isso, devemos ter sempre uma atitude de vigilância paranão cairmos em tentação. Se deixamos entrar em nossos corações só coisas ruinscomo esperar que saiam coisas boas? “A boca fala do que o coração está cheio.”(Mt 12,34). Também o apóstolo São Paulo diz: “Tudo me é permitido, mas nem tudoconvém.” (1Cor 6,12). E aí, que tal meditar sobre os seus “alimentosespirituais”? O que você tem escolhido entrar em sua vida, seja pelos seusolhos, ouvidos ou ambientes que frequenta?

A explicação de Jesus no versículo 16 devia pôr um fim àquestão dos alimentos puros e impuros. Ainda assim, as primeiras comunidadescristãs voltaram a debater sobre isso. Veja por exemplo, como São Paulo dá umbelo ensinamento sobre isso na Carta aos Romanos, capítulo 14.

 Tome agora a listadas coisas que Jesus cita que podem sair do coração humano, nos versículos 21 a 22 e medite com ela. Sequiser, tome outra lista parecida que São Paulo coloca em Rm 1,29-31. E aindahá pessoas que dizem que o pecado não existe…

 

Oração

Caso a meditação com as listas acima não o levaram a fazer,faça agora um exame de consciência. Deus não quer a morte do pecador, mas queele volte e tenha a vida. Assim que puder, procure um sacerdote para uma boaconfissão e reconciliação com o Senhor. Se quiser, tome o Salmo 51(50) – oMiserere – e reze como ele. Continue orando e bendizendo a misericórdia e ogrande amor de Deus por você. 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *