Formação

“Fique aonde lhe coloquei!”

comshalom

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-ansi-language:IT; mso-fareast-language:IT;}p.MsoBodyTextIndent, li.MsoBodyTextIndent, div.MsoBodyTextIndent {margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; text-align:justify; text-indent:54.0pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman"; mso-ansi-language:IT; mso-fareast-language:IT;}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:2.0cm 42.55pt 42.55pt 2.0cm; mso-header-margin:35.45pt; mso-footer-margin:35.45pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–><!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

Paulo Sérgio Amorim

 

Igreja iluminada, ministério de música pronto, o repertórioescolhido a dedo para tal evento, a liturgia bem preparada para esta ocasião,os homens bem vestidos, calças social, camisas manga-longa, sapatos brilhando.As mulheres com seus vestidos ou saias longa mostrando a beleza e o mistérioque se passa nessa noite.

Os bancos reservados para aqueles que irão, mais umavez, renovar seus compromissos diante do Senhor, da sua Igreja, da Comunidade ede todo o povo de Deus. Afinal, vendo este cenário se pode reconhecer que setrata de mais uma renovação dos compromissos, dos votos feito livremente aoSenhor. E enquanto não fizermos os perpétuos, ainda teremos a graça de, a umdeterminado espaço de tempo, vir diante do altar do Senhor e mais uma vezrenovar a entrega incondicional, de livre e espontânea vontade a Ele.

Há um verdadeiro mistério nesta celebração o qual muitasvezes, deixamos de perceber, ou até de mergulhar. Ou até sentimos, mas nãomergulhamos a fundo no seu significado. E isso aconteceu comigo no ano 2000.

Aquele ano foi para mim decisivo, estava passando por umlongo discernimento no qual pedi à Comunidade para fazer. O de sair oucontinuar nela. No fundo sabia que não era para sair, mas que para mim eranecessário. Até que já decidido, com carta na mão e sem que ninguém conseguisseme convencer do contrário, esperava apenas o dia chegar para sair daComunidade. Foi durante uma adoração eucarística, conduzida pelo Pe.Daniel’Ange, que vi o Santíssimo se aproximando de mim quando, bruscamente, mudoude direção e senti como que se o Senhor me dissesse: “Vais me deixar? Fiqueaonde lhe coloquei!” Aquilo foi mais queimperativo para mim, foi a única coisa que me convenceu a ficar, era umasensação que me queimava por dentro e destruia todas as minhas defesas,argumentos, planos, idéias, etc. Não havia mais nenhuma razão para sair.

Ao mesmo tempo, senti como que caindo num precipício, noabismo da vontade de Deus, que custa caro, custa renúncias, perdas, eperdas muito mais que significativas.Nessa queda já não sabia mais o que fazer, não tinha aonde me apoiar, nem chãopara chegar. Era a confusão do meu ser se degladiando com a certeza daquelaexperiência eucaristica.

No auge dessa confusão interior, que me levou a uma tristezaprofunda, mas a certeza da presença de Deus, fiz uma opção irracional de nãoquerer renovar os votos. Meu formador, graças a Deus, não deu ouvidos, e diziaapenas que tivesse paciência, pois estava passando por uma tempestade. Mas eunão conseguia ver nem rumo, nem direção. Ora, fiz a opção de continuar, eestava passando por aquela situação, então era melhor não renovar e depoissair. Não percebia que tudo fazia parte de um processo de restauração que Deusestava realizando.

Chega o dia da renovação. Havia dito ao meu formador que nãoiria, e ele insitindo que deveria ir porque Deus faria o milagre. Aconteceu quecheguei uns minutos atrasado devido o trânsito caótico das 18h no Rio deJaneiro, e ao chegar na Igreja vi o suspiro aliviado do formador ao me verchegando. A missa não havia ainda começado. Eu posso assegurar que aquela noiteDeus foi o meu sustento, o meu chão nessa queda livre, pois entrei de uma formae saí de outra. Entrei triste e saí com uma alegria que não sabia explicar comoacontecera. As pessoas ao meu redor percebiam que havia algo diferente em mim. Foi quando percebique há realmente uma graça nessa celebração. Toda a missa tem uma graçaespecial, isso todos nós sabemos, mas nessa missa há uma abundante graça quenão sei definir. Eu saí de lá novo, com a dor da perda, mas feliz porque agoratinha sentido de vida.

Assim é a celebração de renovação dos compromissos. É umaexperiência com o Carisma, é muito mais que uma renovação. É uma verdadeiraexperiência do Amor de Deus que resolveu, por livre e espontânea vontadeescolher para si, algo desprezível, vil, fraco, pecador como eu e você, e assimser inteiramente d’Ele.

A graça da renovação está no fato de que houve uma escolhairrevogável da parte de Deus. Ele escolheu, Ele chamou, de que o fato de estaralí é que houve um chamado de Deus e que aceitei. De que não posso me desfazerdeste chamado como uma coisa qualquer. É a graça da eleição como em Isaías,mesmo sendo impuro e vivendo no meio de gente de lábios impuros (Is 6).

Como emJeremias não tendo a graça da ansianidade, por se achar jovem demais (Jr 1,7),ou como Pedro por ser pecador diante do Senhor (Lc 5,8). É Ele quem escolheassim. E nós sabemos como foi que Deus nos encontrou quando nos escolheu.

Essa noite o Senhor confirma essa escolha, a Sua escolha.Essa noite renovamos a nossa resposta livremente e espontâneamente de seguí-Loe contando sempre com a sua abundante graça.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *