Formação

Herança dos cristãos

comshalom

Continuamosa leitura do capítulo 6º do evangelho de João. Nossas comunidadeseclesiais encontram motivo de muito apreço por sua leitura na liturgia,porque a Eucaristia é tema fundamental para todo cristão, para todacomunidade de fé, para toda paróquia e para toda Igreja. É importantepara nós compreendermos Jesus “pão vivo” para viver como verdadeiroscristãos.

Doisdomingos atrás, encontrávamos no Evangelho o relato da multiplicaçãodos pães. No domingo passado vimos as conseqüências deste estrepitosoprodígio. Os curiosos esperavam a continuação de outros prodígios, comose Jesus fosse apenas um hábil prestidigitador. Os discípulos estavammuito impressionados, mesmo não compreendendo. Os chefes do povomostravam-se incrédulos diante dos prodígios, hostis para com Jesus,entrando em polêmica contra ele.

Vendomuitos se afastarem, Jesus perguntou aos apóstolos: “E vocês não queremtambém ir embora?” Será Pedro a responder em nome de todos, comresposta da fé, que aparecia também de bom senso: “A quem iremos.Senhor? Tu tens palavras de vida eterna”. Os demais apóstolos ficaramcom ele.

Desdeaquele momento, Jesus sabia poder contar com Pedro, com os doze. Naúltima Ceia, realizará o seu projeto: A Eucaristia. Tomará o pão e ovinho. “Isto é meu corpo, isto é meu sangue”, e acrescentará aspalavras decisivas: “Fazei isso em memória de mim”.

Pedroe os apóstolos tomaram decisivamente a sério o seu mandamento: “Fazeiisso!” Em torno do rito da Eucaristia, da missa, construirão pouco apouco a Igreja.

Hádois mil anos, as comunidades de fé se reúnem com o Papa, sucessor dePedro, os bispos, os párocos, os sacerdotes, para renovar aquele ritoem memória do Senhor. Também hoje, particularmente no domingo, dia doSenhor, centenas de comunidades de fé se recolhem ao redor de um altar.

OConcílio Vaticano II exprime em fórmula breve, mas densíssima, tudoisso: “A Igreja faz a Eucaristia, e a Eucaristia faz a Igreja.” Igrejasignifica convocação, assembléia: assembléia dos fieis. Ofiéis, por meio de Cristo que se fez nosso irmão, tornaram-se capazesde render culto agradável a Deus Pai de todos. E exprimem esse cultoatravés dos continuadores dos apóstolos: os bispos e sacerdotes,escolhidos do meio do povo.

Maiscomplexo é compreender como a Eucaristia por sua vez faz a Igreja. Setomamos consciência, vemos como a missa é capaz de transformar e emprofundidade nós cristãos que dela participamos.

Vamosà igreja para libertar-nos ao menos um pouco das preocupaçõesmateriais, porque sentimos necessidade de encontrar-nos com Deus,termos o autor de nossa fé em nossas mãos e conceder-nos um momento desilêncio e de reflexão profunda.

Nãojulgamos os outros por serem faltosos à verdade, à justiça, àsolidariedade. Examinamos a nós mesmos e pedimos a Deus perdão denossos pecados.

Colocamo-nosa seguir na escuta da Palavra do Senhor. Através do evangelho, Jesusnos fala ainda, como falava às multidões lá na Palestina. Dizemos comPedro “Tu tens palavras de vida eterna” e procuramos guardar para avida o que diz. Suas palavras nos ajudam a compreender melhor nossasituação de criaturas, filhos de Deus, por ele amados em Cristo, echamados a um destino eterno. Somos convidados a uma coerência de vida,a um testemunho no mundo. Temos o que rever em nossos programas,purificar-nos, formular novos projetos, mais generosos, mais cristãos.

Vemdepois o momento da comunhão, do encontro no mistério com Cristo, doencontro pessoal com Ele, pão descido do céu, dom do Pai aos homens.Saímos dos bancos, colocamo-nos em fila, e encaminhamo-nos para o altarcomo um povo em caminho. Não cada um por si, mas juntos, unidos pela fée pela comunhão de propósitos. No silêncio falamos com o Senhor.Agradecemos-lhe pelos seus dons, pedimos-lhe aquilo de que temos maisnecessidade, oferecemos-lhe em troca nossa boa vontade, e o empenho poruma vida melhor.

Coma despedida da celebração, voltamos a nossas casas, a nossas ocupações,a nossos amigos, e levamos para a vida de cada dia o que amadurecemosno encontro eucarístico.

Somoschamados a participar de uma revolução silenciosa para que o mundocreia no Cristo Jesus e faça como ele fez: Passou pelo mundo fazendo obem.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *