Formação

Humanidade e Paz – Dom Genival Saraiva

Humanidade e paz – Dom Genival Saraiva

“Família humana, comunidade de paz”: esse é o sugestivo título da mensagem do Papa Bento XVI, no dia 1º de janeiro. O conteúdo da mensagem leva em consideração a circunstância da comemoração, em 2008, de iniciativas que estão intimamente relacionadas com a paz da humanidade: 60 anos da “Declaração Universal dos Direitos Humanos”, promulgada pela ONU em 1948, como reação “aos horrores da II Guerra Mundial”, 40 anos da Celebração do “Dia Mundial da Paz”, no primeiro dia do ano, uma “providencial intuição do Papa Paulo VI”, em 1968, e 25 anos da “Carta dos Direitos da Família”, documento da Santa Sé, divulgado em 1983.

“Família, sociedade e paz”: A aspiração e a experiência da paz encontram na família o seu ninho “providencial”. A paz na família é premissa da paz social, as adequadas condições de vida experimentadas no lar são fatores geradores da paz da humanidade. Assim escreve o Papa: “Com efeito, numa vida familiar ‘sã’ experimentam-se algumas componentes fundamentais da paz: a justiça e o amor entre irmãos e irmãs, a função da autoridade manifestada pelos pais, o serviço carinhoso aos membros mais débeis porque pequenos, doentes ou idosos, a mútua ajuda nas necessidades da vida, a disponibilidade para acolher o outro e, se necessário, perdoar-lhe. Por isso, a família é a primeira e insubstituível educadora para a paz.” A família, constituída sobre valores que geram “um consenso generoso de todos os seus membros”, é protótipo de uma humanidade que deve cultivar valores que a sustentem, na medida em que são respeitados os “direitos do individuo” que, em si, “têm uma dimensão social fundamental”.

“Família, comunidade humana e ambiente”: “A família precisa duma casa, dum ambiente à sua medida onde tecer as próprias relações. No caso da família humana, esta casa é a terra, o ambiente que Deus criador nos deu para que o habitássemos com criatividade e responsabilidade. Devemos cuidar do ambiente: este foi confiado ao homem, para que o guarde e cultive com liberdade responsável, tendo sempre como critério orientador o bem comum.” Cuidar do ambiente é responsabilidade de todos, na sua exata ordem de valor, como conforme Bento XVI: “Respeitar o ambiente não significa considerar a natureza material ou animal mais importante do que o homem”.

”Família, comunidade humana e economia”: segundo o Papa, “a família experimenta autenticamente a paz quando a ninguém falta o necessário, e o patrimônio familiar – fruto do trabalho de alguns, da poupança de outros e da colaboração ativa de todos – é bem gerido na solidariedade, sem excessos nem desperdícios.” Da mesma forma, “a família humana, que hoje aparece ainda mais interligada pelo fenômeno da globalização, além de um alicerce de valores compartilhados tem necessidade também de uma economia que corresponda verdadeiramente às exigências de um bem comum com dimensões planetárias.”

“Família, comunidade humana e lei moral”: “Uma família vive em paz, se todos os seus componentes se sujeitam a uma norma comum: é esta que impede o individualismo egoísta e que mantém unidos os indivíduos, favorecendo a sua coexistência harmoniosa e laboriosa para o fim comum.” O Papa estende essa exigência da lei moral à coletividade: “Tal critério, em si obvio, vale também para as comunidades mais amplas: desde as locais passando pelas nacionais, até a própria comunidade internacional. Para se gozar de paz, há necessidade duma lei comum que ajude a liberdade a ser verdadeiramente tal, e não um arbítrio cego, e que proteja o fraco da prepotência do mais forte.”

“Superação dos conflitos e desarmamento”: Diante da constatação de “grandes divisões e fortes conflitos”, o Papa conclama “todas as pessoas de boa vontade” para uma mobilização visando “uma eficaz desmilitarização” no mundo e exorta “as Autoridades” para que se chegue ao “desmantelamento progressivo e concordado das armas nucleares existentes.”

2008 será um ano melhor para a humanidade na medida em que cada um construir a paz, em si e na família!

Dom Genival Saraiva de França

Bispo de Palmares (PE)

Fonte: Site CNBB


Comentários

[fbcomments]

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *