Formação

Ícones: sua origem e fundamento

comshalom

Os Ícones
A Palavra "ícone" vem do termo grego "eikon" que significa genericamente imagem. Todavia, a palavra ícone é, geralmente, reservada a uma pintura, normalmente portátil, de gênero sagrado, executada sobre madeira com uma técnica particular, e seguindo uma tradição transmitida pelos séculos.

Origem e Fundamento
O ícone nasce junto com a Encarnação do Verbo. O nascimento de Cristo torna possível a confecção dos ícones, pois a partir daí se desfaz a proibição do Antigo Testamento uma vez que Jesus Cristo não é apenas o Logos, do Pai, mas também a sua imagem (eikón). Por isso nos diz São Paulo: "Cristo é a imagem do Deus invisível" (Cl 1, 15).

Expressão do Espiritual
Nos ícones as técnicas artísticas são totalmente absorvidas pelo conteúdo. Deseja-se mostrar a obra de Deus na vida ou na cena em questão. No ícone a estética torna-se secundária diante do que é espiritual. A arte dos ícones, seguindo esse ideal da Igreja, não é arte naturalista, não procura reproduzir as realidades da natureza. É uma arte puramente espritualista que exprime uma idéia Teológica ou mostra o homem transformado por Deus, tranfigurado, impregnado do Espírito Santo, revelando sua alma. O ícone é feito para mostrar as realidades divinas e celestiais a partir dos sinais acessíveis aos sentidos. Quando o contemplamos, ele nos traz a presença da pessoa representada. Permite, assim, ao orante, mergulhar nesta presença toda espiritual. Age como sacramental, ou seja, sinal eficaz de uma presença real que se oferece ao coração.

Técnicas e Pré-Requisitos para a Pintura
A forma de pintar os ícones tem o objetivo de revelar a transparência final e celestial da carne. Para isto, o artista, iconógrafo, deve conhecer profundamente da Sagrada Escritura, a vida da pessoa representada. Deve ter um procedimento irrepreensível. Todos aqueles que se dedicavam a esta arte eram grandes fiéis, grandes ascetas e grandes cristãos. E para pintar se dedicavam a oração e a jejuns.
(…)

O ícone, enfim, não é um enfeite para os lugares de oração, mas um poderoso elemento de devoção que nos ajuda a viver a nossa vocação cristã.


(Ícone feito pela Comunidade Católica Shalom – Assessoria Liturgico Sacramental)


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *