Formação

O amor que somos chamados a viver

comshalom

"  “A vós, porém, que me escutais, eu digo: amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos odeiam.     Falai bem dos que falam mal de vós e orai por aqueles que vos caluniam.    Se alguém te bater numa face, oferece também a outra. E se alguém tomar o teu manto, deixa levar também a túnica.    Dá a quem te pedir e, se alguém tirar do que é teu, não peças de volta.   Assim como desejais que os outros vos tratem, tratai-os do mesmo modo.    Se amais somente aqueles que vos amam, que generosidade é essa? Até os pecadores amam aqueles que os amam.   E se fazeis o bem somente aos que vos fazem o bem, que generosidade é essa? Os pecadores também agem assim.    E se prestais ajuda somente àqueles de quem esperais receber, que generosidade é essa? Até os pecadores prestam ajuda aos pecadores, para receberem o equivalente.   Amai os vossos inimigos, fazei o bem e prestai ajuda sem esperar coisa alguma em troca. Então, a vossa recompensa será grande. Sereis filhos do Altíssimo, porque ele é bondoso também para com os ingratos e maus.  Sede misericordiosos como vosso Pai é misericordioso.
   “Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados.    
 Dai e vos será dado. Uma medida boa, socada, sacudida e transbordante será colocada na dobra da vossa veste, pois a medida que usardes para os outros, servirá também para vós”. " (
Lc 6, 27-38)

Esse Evangelho de hoje traz uma síntese da mensagem de Jesus, do amor que somos chamados a viver não como todos os homens, mas como o Pai que é compassivo, bondoso. A amar como o Pai ama. Não fazer as coisas esperando receber em troca, mas se adiantando até mesmo em dar passos muito difíceis como oferecer a outra face, amar os inimigos…

Nos apresenta a “regra de ouro” do Evangelho: “O que quereis que os homens vos façam, fazei vós a eles”. Não julgar. Usar uma medida generosa… São tantas riquezas para aprofundar que poderíamos passar um longo tempo a meditar e orar com cada versículo. Mas o mais importante mesmo é que ele é um texto que com a graça de Deus podemos viver a cada dia, a cada instante. Todo momento se apresenta diante de nós uma oportunidade para viver esta Palavra, para que ela se torne vida na nossa vida. Podemos pedir ao Senhor a graça de amar aqueles que nos são difíceis, de orar pelos que nos ofendem, de dar aos que nos pedem, de não reclamar. De nos adiantar em gestos de caridade, de bondade. Pedir ao Senhor a graça de não julgar, mas de olhar a todos com os seus olhos, de os vê como Ele os vê, de perdoar…

Tudo isso é graça e o Senhor deseja que a busquemos e Ele nos dará, Ele que é bom.

Pedi e recebereis!  


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *