Formação

O caminho do Céu.

comshalom

imagesO caminho do Céu
Talvez hoje, você esteja se perguntado: onde estou ou, como estou, o que estou fazendo da minha vida? Talvez neste momento você não consiga encontrar uma resposta, mas, se parar um pouco a correria da vida, certamente vai ouvir tudo que Deus deseja lhe dizer.
Compreender o que Deus nos fala não é uma tarefa muito facial para quem não tem o costume de uma vida de oração e louvor. Hoje Jesus nos chama a refletir sobre o caminho do Céu. A porta estreita e a porta larga, poucos são os que perseveram neste caminho estreito de perdas e renuncias, o caminho espaçoso é mais atraente e menos exigente.
No evangelho de São Mateus (Mt,14,1;6;12-14), Jesus encoraja os que entram por este caminho estreito, “ Não se perturbe o vosso o vosso coração . Credes em Deus , credes também em mim. ‘Eu sou o caminho a verdade e a vida: ninguém vem ao Pai se não por mim’. Em verdade vos digo; aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço, e fará ainda maiores que estas, porque vou para junto do Pai. E tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, o farei para que o Pai seja glorificado no filho”.
Por conta da dificuldade que as pessoas tinham de compreender o reino do céu, Jesus explica o que é o reino do céu, e como fazer para chegar lá, por meio de parábolas. Uma delas é, à parábola do semeador (Mt 13,1-23); onde Jesus conta a historia de um homem que saiu a semear sementes em sua terra.
Disse Jesus; “um home saiu a semear e parte da semente caiu ao longo do caminho, os pássaros vieram e comeram. Outra parte caiu em solo pedregoso, onde não havia muita terra, e nasceu logo, porque a terra era pouco profunda. Logo, porem, que o sol nasceu, queimou-se, por falta de raízes. Outras sementes caíram entre os espinhos: os espinhos cresceram e as sufocaram. Outras, enfim, caíram em terra boa: deram frutos, cem por um, setenta por um.
Dito isto, Jesus explicou à multidão a e aos seus discípulos o sentido da parábola. “Quando uma pessoa escuta a palavra de Deus e não a entende, o maligno vem e arranca o que foi semeado no seu coração. Este é aquele que recebe a semente a beira do caminho. O solo pedregoso em que ela caiu é aquele que acolhe com alegria a palavra ouvida, mas não tem raiz é inconstante: quando vem a tribulação, logo encontra uma ocasião de queda e fracassa. O terreno que recebeu a semente entre os espinhos representa aquele que ouviu a palavra de Deus, mas nele estão os cuidados do mundo e a sedução das riquezas seus costumes e a sufocam e morre. A terra boa representa aquele que ouve a palavra e a compreende, e produz fruto” .
Outra parábola que nos leva a refletir sobre esse o caminho do Céu, é a parábola do Joio (Mt13,22-43). “ O Reino do céu é semelhante a um homem que tinha semeado boa semente em seu campo. Na hora, em que os homens repousaram, veio o seu inimigo e semeou o joio no meio do trigo e foi embora. Os trabalhares então disseram: Queres que o arranquemos? Não disse ele, se arrancais o joio podeis arrancar também o trigo. Deixei-vos crescer juntos até a colheita”.
Jesus então explica o que significa a parábola: “ O que semeia a boa semente é o filho do homem. O campo é o mundo. A boa semente são os filhos do Reino. O joio são os filhos do maligno. O inimigo que semeia, é o demônio. A colheita é o fim do mundo. O filho do homem enviará seus anjos, que retirarão de seu Reino todos os escândalos e todos que fazem o mal. Então, no Reino de seu Pai, os justos resplandecerão como o sol. Aquele que tem ouvidos ouça.”
Vendo assim parece ser um pouco difícil levar uma vida de santidade. Na verdade o difícil não é ser santo, o difícil é ter a coragem de deixar o mundo. É de doer o coração em ver que muitas pessoas já não vivem mais no mundo é o mundo que vive nelas. Se o home compreendesse que o mundo foi criado para ele não ele para o mundo, certamente a vida das pessoas seriam diferentes.
Porque o que vai determinar a santidade em sua vida e sua conversão não é o tempo de grupo de oração ou de caminha da na igreja, é a sua decisão por Jesus Cristo. Shalom Deus o abençoe.

Francisco Rocha


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *