Formação

O Eterno Feminino

comshalom

   Dom Aloísio Roque Oppermann


     Houveuma notícia que, à primeira vista, parece ter chamuscado, de leve, agrande fama de homem íntegro e reto, de João Paulo II. Espalhou-se anotícia, com o poder de um raio, de que o maior Papa dos últimosséculos, teria mantido uma correspondência, de várias décadas, com umapsiquiatra, conhecida em tempos de juventude. Segundo afirmações dacomissão, que estuda o caminho de beatificação do Pontífice Woytila,tal epistolário não contém nada que pudesse, nem de leve, derrubar afama de santidade, do ilustre sucessor de Pedro. Penso que a análisedessas cartas virá a confirmar o equilíbrio psicológico, a normalidadede sua personalidade, e o profundo amor a Deus e ao próximo de que erapossuído o seu coração. Isso me fez lembrar que a amizade espiritual deum Santo com uma Santa, não é acontecimento tão raro. Basta lembrar aprofunda amizade reinante entre São Francisco e Santa Clara; entre SãoBento e Santa Escolástica; e mesmo entre Jesus e Santa Maria Madalena.Ou nos tempos atuais, a profunda simbiose de espiritualidade entre omaior teólogo  do século XX Hans Urs von Balthasar e Adrienne vonSpeyr. É importante lembrar que em todas estas amizades, nada havia decarnal ou genital. Tratava-se de um crescimento recíproco no maiselevado nível. Tais afinidades, em vez de estorvar, aprofundavam osmais nobres ideais.

    QualquerSacerdote, que busca a santidade de vida, poderia dizer com segurança,que as mulheres ajudam na realização vocacional, em vez de estorvar. Ofeminino, diante do masculino, é um mistério do tamanho de uma abismo.Chega a se tornar uma via de acesso ao mistério divino.  “Ele os criouhomem e mulher”  (Gen 1,27). Os dois, por serem um enigma, surgempolarizados, forçados a permanentes transições. Procuram no outro póloo seu sossego, o seu complemento e a sua inspiração. O ser humano sópode ser homem ou mulher. E o é desde a altura do espírito até ascélulas  de seu corpo. O homem é a palavra, a iniciativa. A mulher é aresposta, o estímulo, o fruto comum. Só o ser humano, dentro danatureza, é imagem e semelhança de Deus. Os dois não são chamados a seapoderarem um do outro, ou se defrontarem. Mas para olharem, a dois,para o infinito de seus ideais. Eis um dos grandes mistérios da obradivina. Apenas o pecado pode neutralizar essa beleza da criação.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *