Notícias

O Ressuscitado que passou pela cruz sempre nos surpreende

A boa nova de Cristo ressuscitado deve acontecer todos os dias na nossa vida

Lucas Passos, coordenador apostólico da Missão Recife, após um grande e exultante louvor inicial, neste último dia do retiro de semana santa, pregou sobre o deixar-se surpreender pela experiência com o Cristo ressuscitado. “Quando Deus se apresenta à nós, ressuscitado, ele quer nos surpreender. E eu te pergunto: será que a experiência que você faz hoje com Jesus é uma experiência que não te surpreende? Porque, se for, é uma experiência que não é verdadeira; não é com Cristo ressuscitado”, advertiu. 

“Cristo ressuscitou e se colocou diante de nós, e nos surpreendeu, para gerar em nós um espírito missionário”, prosseguiu o consagrado. “Quando olhamos para os santos, quantos deles tinham uma vida de pecados e, depois que tiveram uma experiência com o Cristo ressuscitado, viveram uma vida completamente nova. Foram surpreendidos por Deus e passaram a anunciar essa surpresa de Deus ao mundo.”

“A boa nova de Cristo ressuscitado deve acontecer todos os dias na nossa vida. No dia em que ela não acontecer, eu não vou ter coragem para anunciar para aquela pessoa da faculdade, que está ali do meu lado, no meu trabalho; pessoas que estão esperando essa notícia! Pessoas que estão esperando, a todo momento, a grande notícia da vida delas, da felicidade, da salvação delas!”, insistiu Lucas. 

Por fim, ele voltou a exortar: “Se nós não fazemos uma experiência com o Cristo Ressuscitado hoje, nós nunca vamos anunciar essa boa nova. Porque essa boa nova não é anunciada pela força do nosso braço. Se a força da ressurreição não adentrar na nossa vida, nós nunca poderemos anunciar a boa nova.” 

Missa da ressurreição 

Como de costume, a santa missa encerrou o retiro de semana santa. Presidida pelo padre Herison Leandro, a celebração aconteceu no local do evento, na Facho, em Olinda. Na homilia, o sacerdote exclamou com entusiasmo: “a ressurreição venceu a morte! A ressurreição venceu o pecado! A vida de Jesus vence aquilo que é negativo, aquilo que é mau em nós!”

“A pedra do túmulo foi removida; e nós poderíamos pensar, ao longo dos dias de Páscoa, quais pedras da nossa vida precisamos remover para perceber que nós e, portanto, na nossa vida, os sinais de ressurreição são muitas pedras. São muitas. E todos nós devemos nos esforçar para removê-las, sobretudo do nosso coração. Cada um sabe que tipo de pedra precisa ser removida para que os sinais de ressurreição de Jesus em nós sejam

 visíveis, sejam explicitadas”, refletiu. 

Falando sobre a corrida de Maria Madalena para avisar a Simão Pedro e João que a pedra do túmulo de Jesus havia sido removida, Pe. Leandro exortou a Comunidade a ter a mesma disposição para anunciar a ressurreição do Senhor. “Devemos correr para anunciar ao mundo que Jesus ressuscitou! Devemos correr para anunciar à sociedade, pelo amor, que Jesus está vivo e vence a dor, e vence a morte, e vence o mal”, bradou. 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *