Formação

O Senhor nos entregou o governo do mundo

comshalom

As eleições estãose aproximando! A Assembleia Geral de nossa Conferência Episcopal e o nossoRegional Leste 1 já distribuíram textos sobre as orientações para os católicosneste momento histórico de nosso país. Nesses documentos são explicitados para nósos critérios e as responsabilidades daqueles que irão votar no início dopróximo mês.

 Todos nós,batizados, participamos da missão profética de Cristo, pela qual deve serinstaurado o Reino de Deus, a Justiça, a Verdade, o Amor e a Paz. Esta voz proféticaexige de nós uma vigilância e participação contínua sobre a realidade em quevivemos infelizmente manchada com muitos contra-valores e interesses quedesencadeiam violência e injustiças.

 Sabemos que opecado penetrou todo o Universo e temos em nós e na cultura que criamos o germedo Mal, a tendência para a destruição e o ódio. É o mistério da iniquidade que,de qualquer forma, quer nos afastar da ordem e da harmonia que provém da adesãoa Cristo, pelo qual nos reordenamos no caminho do Bem.

O Espírito Santo nos ilumine para que apreocupação com o bem comum e a fraternidade com respeito aos verdadeirosdireitos humanos na construção da civilização do amor esteja presente nesteinstante de decisões importantes para o futuro da nação.

 Há momentos,entretanto, em que esta missão se torna urgente e intensamente mais necessária,como agora: de profundas transformações sociais, religiosas, econômicas, dedesenvolvimento técnico-científico que nos desafiam e exigem de nós novasposturas e comportamentos, julgamentos éticos fundamentados na Verdade paragozarmos da liberdade.

 As eleições devemmarcar o rumo que desejamos imprimir na sociedade. Ainda hoje se nota nascampanhas políticas muito do interesse exclusivamente pessoal do poder pelopoder, do enriquecimento próprio e daqueles que os apoiam com promessas derecompensas no futuro. Uma reforma política, tão desejada e almejada portantos, ainda se faz esperar.

 Com coragem, umesforço nacional tem procurado, sem êxito completo, através da lei comumentechamada de “ficha limpa”, eliminar candidatos que abusaram dos cargos públicos,desviando dinheiro para seus bolsos. A lei 9840, esta já mais antiga, trouxemuitos avanços para o processo político. Acredito que pouco a pouco novos costumesirão encontrando o espaço de um povo comprometido e desejoso de construir umanação justa e solidária.

 A par do desejode uma economia saudável, devemos ter em mente políticas que atendam anecessidade de todos sem distinção sobretudo, uma pátria livre no respeito aoscidadãos e onde possamos nos sentir irmãos.

 A Pátria seráaquela que desejamos com o nosso voto. O Senhor nos entregou o governo domundo, o direito de fazê-lo progredir de modo que todos possam usufruir doprogresso, da técnica, da terra e do pão. Isso só se obtém com o respeito àordem natural. Se isso não é observado, vemos o que ocorre: assistimos àviolência, aos assassinatos, rixas e fraudes de todo gênero, no mais completorelaxamento dos costumes, na ampla imoralidade. (Rom 1, 18).

 O nosso RegionalLeste 1 da CNBB recordou alguns critérios para valorizar o nosso voto: defesada dignidade da Pessoa humana e da Vida em todas as fases e manifestações,defesa da família segundo o plano de Deus, liberdade de Educação e liberdadereligiosa no ensino, a solidariedade com particular atenção aos pobres eexcluídos, o respeito à subsidiariedade e o compromisso na construção de umacultura da paz em todos os níveis.

 Esse mesmo textoassim conclui: “o trabalho político, ao qual todos somos chamados, cada umsegundo a sua maneira de ser, é uma forma de mostrar a incidência do Evangelhona vida concreta, visando à construção de uma sociedade justa, fraterna eequitativa. Em conseqüência haverá uma esperança real para tantas pessoascéticas, desnorteadas e confusas com a política atual. É uma grandeoportunidade que os católicos e todas as pessoas de boa vontade não podemperder.”

 Que a VirgemAparecida interceda por todos os fiéis católicos para que votem comresponsabilidade e de acordo com as mais lídimas tradições cristãs que formam aconsciência e a identidade do povo brasileiro.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *