Formação

O Senhor nos procura

comshalom

pegadasEle, que é Rei, Mestre e Senhor, deseja ser para nós amigo e esposo, por isso, pode chegar naquele momento em que não esperamos e nos pedir para começar tudo de novo.

Nos momentos mais inesperados ou corriqueiros do nosso dia, o Senhor vem ao nosso encontro. Ele nos procura onde nós estivermos e não espera que nos preparemos para recebê-lo, como se fosse uma visita. Ele, que é Rei, Mestre e Senhor, deseja ser para nós amigo e esposo, por isso, pode chegar naquele momento em que não esperamos e nos pedir para começar tudo de novo; como fez com Pedro, que tinha passado a noite no lago, pescando, e não conseguiu pegar nenhum peixe (cf. Lc 5,1-11). Jesus aproximou-se, com a multidão que o comprimia, subiu na barca de Pedro e pediu-lhe que a afastasse um pouco da beira do lago, para poder falar ao povo. Quando terminou de falar, pediu a Pedro que lançasse as redes para a pesca. Este tentou argumentar, afinal era um pescador experiente e sabia que o lago “não estava pra peixe”.

No entanto, a voz do Senhor ecoou no coração daquele pescador e o fez esquecer o cansaço e o fracasso da noite, e tomar novo ânimo para recomeçar todo o trabalho: “Por causa da tua palavra eu vou lançar as redes”. Observemos que Jesus não garantiu a Pedro que faria uma pesca abundante, além disso, a experiência da noite anterior poderia fazer-lhe duvidar daquela ordem. A resposta de Pedro, porém, foi um ato de fé. Precisamos desta coragem! Precisamos da coragem de abandonar nossas “certezas” e seguranças e começar tudo de novo, ou mudar de direção, quando o Senhor nos pedir. Enquanto não formos capazes de entregar a Jesus o controle da nossa vida, permaneceremos num diálogo superficial, e a isto chamaremos de oração.

Vida e oração

Aquele a quem adoramos quer estar conosco além das paredes da capela. Aquele que comungamos quer tocar, não o nosso estômago, e sim a nossa alma. Desejamos viver uma íntima comunhão com Jesus, e, muitas vezes, sentimo-nos distantes. Pode ser que haja uma certa dicotomia entre a nossa vida e a nossa oração. Os verdadeiros contemplativos realizam todas as atividades do seu dia na presença do Senhor: seja no trabalho, na faculdade, ou na feira, sempre agem como se estivessem diante do Santíssimo: inteiros! Isso porque a sua única preocupação é responder ao Senhor que lhes fala, de diversas formas, durante o seu dia. É isso que devemos viver a cada instante. Nossos atos devem ter o mesmo conteúdo daquele encontro, a mesma comunhão de amor, o mesmo desejo de doação. Os nossos atos devem ser resposta a Deus, que nos pede algo.

Enquanto na oração recebemos de Deus graças, consolo, forças, cura, alegria e paz, durante nossos trabalhos temos a oportunidade de amá-lo, concretamente, usando os muitos dons que Ele nos dá. E quando doamos e nos doamos, compreendemos que somos nós que recebemos bem mais; como Pedro, que ao lançar as redes, as viu quase se romperem, tamanha era a quantidade de peixes. Esta experiência nos faz crescer na fé e no conhecimento de Deus, então compreenderemos que aquilo que Ele nos pede é um “pretexto” para poder doar-se mais a nós. À medida que acolhemos o seu pedido, somos nós que recebemos infinitamente mais do que aquilo que ofertamos!

Se Pedro, com os seus esforços pessoais, com o seu conhecimento e experiência de pescador, tivesse realizado uma pesca maravilhosa naquela noite, sua barca não estaria vazia quando o Senhor se aproximou do lago. Mas, ao contrário do desejado, Pedro estava cansado e, certamente, chateado por ter se fatigado em vão. Não esperava mais nada. Jesus veio, porém, e o surpreendeu com a sua misericórdia! E assim Ele faz conosco. Devemos estar atentos, porque a sua voz é suave como o murmúrio de uma brisa suave (cf. 1Rs 19,12), e só os corações atentos a escutarão.

 

Formação: Abril/2012

17.04Agora você pode levar Os Escritos da Comunidade Católica Shalom para onde você for. O Mini Escritos traz a essência do Carisma em um formato ideal para presentear e estar sempre perto de você.

Adquira o seu [AQUI]


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *