Formação

O subdiácono nos dias de hoje

comshalom

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>Por Rafael Cresci

A ordem maior do subdiaconato foi extinta pelo Papa PauloVI, através do Motu Proprio Ministeria Quaedam de 15 de agosto de 1972. Numoutro artigo do Veritatis Splendor temos a descrição de suas funções, resumida.Na prática, as funções litúrgicas do subdiácono ordenado são (retiradas daEnciclopédia Católica):

 

 1. Servir o diáconona Missa

 

 2. Preparar o pão eo vinho e os vasos sagrados para o Santo Sacrifício

 

 3. Apresentar ocálice e a patena no Ofertório

 

 4. Pingar água novinho para a Eucaristia

 

 5. Cantarsolenemente a Epístola (“Primeira Leitura”)

 

 6. Segurar o livropara que o diácono cante o Evangelho

 

 7. Lavar os SantosLinhos

 

 8. Levar a cruz nasprocissões (quando não está segurando o pluvial do sacerdote ou escoltando obispo como cerimoniário – havendo dois subdiáconos ou mais de um diácono, umdos subdiáconos pode carregar a cruz). Este item não está na Enciclopédia, mas édo costume tradicional do subdiácono, sendo o “chefe dos acólitos” da missasolene, liderá-los na posição primordial na procissão e exercimento das funçõesacolitais, como por exemplo, a função de carregar a cruz. (Fortescue-O’Connell;Trimeloni; Eliott todos contêm estas referências em suas respectivas seçõeslidando com procissões).

 

Algumas dúvidas nos chegaram através de leitores que,interessados na celebração da missa no usus antiquior (forma extraordinária) doRito Latino, depararam-se com a não-existência mais da ordem do subdiácono forados círculos tradicionalistas que obtiveram permissão para manter este grau daordem (apesar de ser uma ordem maior, o subdiaconato não é um sacramento,segundo a Enciclopédia Católica). E agora, como fazer? Quem pode substituir osubdiácono agora que o usus antiquior foi reestabelecido? O que este substitutopode fazer e o que ele não pode?

 

Algumas respostas podemos agradecer ao Pe. Claudiomar SilvaSouza, cerimoniário da Administração Apostólica São João Maria Vianney. Outras,ao bom e velho Fortescue-O’Connell (Ceremonies of the Roman Rite Described):

 

O subdiácono pode ser substituído por um clérigo que tenharecebido, no mínimo, a ordem menor do Leitorato. De preferência, a ordem menordo Acolitato. Na extrema falta de qualquer destes dois, no mínimo um clérigoque foi Tonsurado. Em ambos os casos (ordenado ou não), ele usa:

 

 1.A batina,

 

 2.O amito,

 

 3.A alva,

 

 4.A tunicella,(espécie de dalmática mais estreita nas mangas, e mais curta, sem a costuravertical; em sua falta, pode-se usar a dalmática)

 

 5.O barrete preto(sem pom-pom para o não-ordenado, com pom-pom para o ordenado) – o privilégiode usar a biretta é dado através da antiga tonsura, ou nos ritos dos semináriosmodernos, na “recepção da batina”, ou seja, na entrada do indivíduo aoseminário, bem antes de ele chegar à leitor ou acólito,

 

 6.O véu humeral,deste o Sanctus até o final da comunhão.

 

Mas SEM O MANÍPULO, que é próprio das ordens maiores, e porconseqüência, da recepção oficial do subdiaconato pelas mãos do bispo.

 

O subdiácono, mesmo o ordenado, não usa estola.

 

Ele também “não pode exercer as funções exclusivas da ordemcomo colocar a gota d’água no cálice na hora do ofertório, cobrir e descobrir ocálice com a pala na comunhão do Precioso Sangue, e enxugar o cálice após asabluções” (Pe. Claudiomar). Porém, “ele deve arrumar o cálice, cobri-lo com ovéu e levá-lo de volta para a credência” (Fortescue).

 

De resto, o acólito/leitor exerce todas as outras funções dosubdiácono, durante a liturgia.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *