Formação

Orar, amar e ter fé

comshalom

“O amor e a intimidade são fatores estreitamente ligados à saúde e adoença, à tristeza e à cura. Se um remédio novo tivesse o mesmo efeito,praticamente todos os médicos no país o recomendariam aos seuspacientes. Seria negligência não o receitar”.

Dr. Dean Ormish – Cardiologista Americano.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo instituto nacional desaúde mental, nos estados unidos, a probabilidade de incidência dedistúrbios emocionais (principalmente a depressão) em pessoas quesentem ter o apoio da família ou que acreditam serem importantes paraela, e duas vezes menor do que para aqueles que não contam com apoiodos parentes.

Já o escritor e cardiologista americano Dean Ornish, autor do livroAmor e Sobrevivência, constatou que as pessoas que têm vinculoemocionais satisfatórios ao longo da vida têm três a cinco vezes menosprobabilidade de adoecer e de morrer prematuramente que as que sofremcom as relações insatisfatórias. O médico acredita que a família éideal para manter relações agradáveis ao longo da vida pois nela aolongo da vida, pois nela e mais fácil encontrar relacionamentos dequalidade, duradouros em números suficientes.

Outra pesquisa, realizada no Instituto Heart-Math, na Califórnia,mostrou que emoções recompensadoras estabilizam o ritmo dos batimentoscardíacos, proporcionando saúde cardiovascular.

A pesquisadora de medicina da Universidade Georgetown e autora dolivro Molecules of Emocion ( Moléculas de Emoção), Candance Pert,descobriu que os sentimentos positivos, como o amor, liberaram doistipos de hormônio essenciais à saúde humana. Um que estimula o sistemaimunológico a produzir células (é essencial para a saúde) e outro queretarda o envelhecimento.

A Doutora da Igreja e queridíssima Santa Teresinha do Menino Jesusdizia: “Preciso de um coração ardente de ternura, que permaneça sempremeu apoio, que em mim ame tudo, até minha fraqueza, que nunca me deixe,nem de dia, nem de noite”.

FÉ E ORAÇAO

“A nossa vida não deve ser caracterizada por inquietações que geram ansiedade, e sim pela fé que produz felicidade”.

Charles H. Spurgeon (1834-1892)-Príncipe dos Pregadores Ingleses

A coordenadora da área de psicologia da Liga de Dor da Faculdade deMedicina do Hospital das Clinicas de São Paulo (HCFMUSP), AndréaPortinoi, desenvolveu um trabalho com o tratamento de portadores de dorcrônica.

Ela ressalta que a força interior demonstrada por aqueles queprofessam a fé em Deus é bastante positiva.”A Fé é uma convicçãoprofunda e serena, que tem uma função protetora muito importante para aintegridade física e psíquica do individuo”, afirma Dra. Andréa.

Desde a década 1980 que várias pesquisas realizadas no mundo inteirovêm provando que existe relação entre fé e qualidade de vida e a curade várias doenças, entre elas a depressão. Há muitas evidênciascientíficas de que fé e métodos como a oração ajudam na melhora clínicados indivíduos“, diz o médico Thomas McCormick, do departamento dehistoria e Ética Medica da Universidade de Washington (EUA).

Um estudo realizado nos Estados Unidos, esse pelo centro medico daUniversidade de Pittsburg, Mostrou que quem freqüenta igreja ou temploreligioso pelo menos uma vez por semana tem uma expectativa de vidamaior do que aqueles que não adotam esse hábito. “A freqüência aigrejas diminui o estresse tanto pelo ambiente acolhedor como pelaorientação que a pessoa recebe para lidar com os problemas”, diz DanielHall, coordenador da pesquisa.

Já a equipe do psicólogo Michael McCullough, da Universidade deMiami-EUA, conclui, através de um estudo, que as pessoas religiosastendem a ter menores taxas de abuso de substâncias, melhor desempenhoescolar, menos delinqüência, melhores comportamentos de saúde, menosdepressão e vidas mais longas. Para os pesquisadores, o comportamentoreligioso é capaz de incentivar as pessoas a exercitar o autocontrole ea regular mais eficientemente as suas emoções e comportamentos parapoderem perseguir objetivos valorizados.

CONCLUSAO

Orar, amar e ter fé, são ferramentas poderosíssimas para o sucesso.

Viva intensamente a fortaleza da oração, o poder do amor e a vitória da fé.

Viver tudo isso com glória para sempre.

“Orai sem Cessar” ( 1Ts 5,17). “Amar a Deus, o próximo e a si mesmo”( Mt 22, 37-39). E “usar a fé que vence o mundo” (1 Jo 5,4).

É interessante ressaltar que nos somos pessoas amadas e carregamos dentro de nos as virtudes da oração e da fé.

Afirma o “Apóstolo da Caridade”, São João: “Deus nos amou primeiro” ( 1Jo 4, 19).


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *