Notícias

Padre Antônio Furtado: Deus nos livrará do laço do caçador e da peste perniciosa

O Padre ressaltou que a Bíblia não pode ser um mero “enfeite de mesa”, mas um livro rezado e encarnado na vida de cada cristão, principalmente em tempos de crise.

Padre Antônio Furtado: Deus nos livrará do laço do caçador e da peste perniciosa

Estamos vivendo aquilo que a Organização Mundial da Saúde (OMS) chama de Pandemia. Diante dessa crise humanitária, que acontece no período da Quaresma de 2020, a Igreja tem incentivado os fieis à constante oração, jejum e outras penitências concretas, que são gestos de amor e confiança para com aqueles que sofrem. A exemplo do Padre Antônio Furtado os sacerdotes têm se colocado à serviço do povo seguindo as orientações das Dioceses e dos governos locais. Como mãe, a Igreja está presente diante das necessidades que urgem em meio ao seu povo.

Na última quinta-feira (12/03), em sua homilia na tradicional Missa pelos Enfermos, em Fortaleza, o Padre falou sobre a importância de, mais do que nunca, rezar com as Sagradas Escrituras, fonte de esperança em meio às tribulações e de confiança nas promessas de Deus.

O Padre Antônio Furtado ressaltou o cuidado que os cristãos devem ter de se manterem bem informados neste tempo (e não estarem alheios às realidades do mundo), mas tudo isso sem perder a fé, sem entrar em desespero, que representa a falta de confiança no Senhorio de Jesus sobre o mundo.

Em alusão ao Salmo 90, o Sacerdote afirmou: “se você acredita nas promessas de Deus e vive em conformidade com elas, as bençãos dele se cumprem na sua vida”. O Padre ressaltou que a Bíblia não pode ser um mero “enfeite de mesa”, mas um livro rezado e encarnado na vida de cada cristão.

Ele frisou que é preocupante o fato de que a humanidade está cada vez mais se afastando de Deus e não colocando nada em Seu lugar. “Eu não ouvi em nenhum momento a palavra Deus nos noticiários dos últimos dias. A palavra que mais se fala na mídia é Coronavírus”, pontuou.

Padre Antônio lembrou aos fieis que habitar sob a sombra do Altíssimo, é o segredo apontado pelo salmista, “morar sobre a sombra do Onipotente”.  Ele comentou que é necessário tomar os devidos cuidados, e aliado a isso, viver da graça de Deus.

“É Deus que nos livrará do laço do caçador e da peste perniciosa. Quando pedimos, Ele olha por nós”, concluiu o sacerdote, ainda em alusão ao salmo.

Reze agora o Salmo 90

1.Tu que habitas sob a proteção do Altíssimo, que moras à sombra do Onipotente,

2.dize ao Senhor: “Sois meu refúgio e minha cidadela, meu Deus, em quem eu confio”.

3.É ele quem te livrará do laço do caçador, e da peste perniciosa.

4.Ele te cobrirá com suas plumas, sob suas asas encontrarás refúgio. Sua fidelidade te será um escudo de proteção.

5.Tu não temerás os terrores noturnos, nem a flecha que voa à luz do dia.

6.Nem a peste que se propaga nas trevas, nem o mal que grassa ao meio-dia.

7.Caiam mil homens à tua esquerda e dez mil à tua direita: tu não serás atingido.

8.Porém, verás com teus próprios olhos, contemplarás o castigo dos pecadores,

9.porque o Senhor é teu refúgio. Escolheste, por asilo, o Altíssimo. 

10.Nenhum mal te atingirá, nenhum flagelo chegará à tua tenda,

11.porque aos seus anjos ele mandou que te guardem em todos os teus caminhos.

12.Eles te sustentarão em suas mãos, para que não tropeces em alguma pedra.

13.Sobre serpente e víbora andarás, calcarás aos pés o leão e o dragão.

14.“Pois que se uniu a mim, eu o livrarei; e o protegerei, pois conhece o meu nome.

15.Quando me invocar, eu o atenderei; na tribulação estarei com ele. Hei de livrá-lo e o cobrirei de glória. 

16.Será favorecido de longos dias, e eu lhe mostrarei a minha salvação.

 

VEJA TAMBÉM:

Couraça de São Patrício

Novena à Divina Misericórdia

7 respostas sobre o terço

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *