Formação

Palavra santa do Senhor, eu guardarei no coração

comshalom

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

Card. Odilo P. Scherer – Arcebispo de S.Paulo

Aproxima-se a Assembléia do Sínodo dos Bispos sobre aPalavra de Deus. Bispos do mundo inteiro, convocados pelo Papa, estarãorefletindo em Roma de 5 a26 de outubro sobre “a Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja”. O tema éda máxima importância, uma vez que a Igreja vive da Palavra de Deus, da mesmaforma que vive da Eucaristia; sua razão de existir e sua primeira missão é oanúncio da Boa Nova da salvação “a toda criatura”.

 

Setembro, no Brasil, é o “mês da Bíblia” e a Igreja promoveespecialmente a pastoral bíblica, convidando todos a lerem cada dia a SagradaEscritura, a rezarem com ela e a buscarem um conhecimento maior da Palavra doSenhor. Aconselho, pois, a ler algo daquilo que a Igreja diz sobre sua fé naSagrada Escritura: a Constituição Dogmática Dei Verbum, do Concílio VaticanoII, sobre a Palavra de Deus, ou o capítulo II do Catecismo da Igreja Católica(“Deus vem ao encontro do homem”).

 

Neste Ano Paulino, aconselho especialmente a leitura dosAtos dos Apóstolos, a partir do capítulo 9°, sobre a conversão e a atividademissionária do grande São Paulo; evidentemente, depois ler as Cartas Paulinas,passando este ano em companhia de Paulo. Estou certo que será de grandeproveito. A CNBB orienta especialmente para a leitura da 2ª. Carta aosCoríntios; publicou até um subsídio para a leitura, a oração e o estudo dotexto nos círculos bíblicos. Pode ser encontrado nas livrarias católicas.

 

Ser cristão e católico é o mesmo que ser discípulo de JesusCristo. Mas como pode alguém ser discípulo, se desconhece Jesus Cristo ou nuncateve na vida um encontro pessoal com ele? A Igreja recordou, na Conferência deAparecida, que o encontro com Cristo se dá de diversas maneiras. Um dos“lugares” privilegiados para esse encontro é a leitura e acolhida da Palavra deDeus, com fé. Encontramos Jesus na Escritura, lida com fé na Igreja e também em particular. O mesmoEspírito de Deus que inspirou os escritos sagrados também age no coração dequem os lê e acolhe com fé verdadeira e com o desejo sincero de “ouvir Deus”.

 

Se queremos renovar a fé e nossa vida cristã, precisamostornar-nos discípulos, que ouvem, acolhem e aprendem com a Palavra de Deus,deixando-nos orientar por ela. Desconhecer a Sagrada Escritura seriadesconhecer a Cristo, caminho, verdade e vida; e desconhecer a Cristo,significa viver ainda longe da salvação. Como conseqüência, seria tambémrenunciar à missão de anunciá-lo aos outros e ao mundo inteiro.

 

Por isso, o Papa Bento XVI convidou a Igreja, em Aparecida:“ao iniciar a nova etapa missionária que a Igreja da América Latina e do Caribese propõe a empreender, a partir desta Conferência em Aparecida, é condiçãoindispensável o conhecimento profundo e vivencial da Palavra de Deus, educandoo povo na leitura e na meditação da Palavra: que ela se converta em seualimento para que, por experiência própria, veja que as palavras de Jesus sãoespírito e vida (cf Jo 6,63). Do contrário, como vão anunciar uma mensagem cujoconteúdo e espírito não conhecem profundamente? É preciso fundamentar nossocompromisso missionário e toda a nossa vida na rocha da Palavra de Deus” (cf.Doc. Aparecida n° 247).

 

Os cristãos, discípulos de Jesus, precisam alimentar-sediariamente com o “pão da Palavra” e compartilhar esse pão com o mundo famintoe sedento da Palavra de Deus (cf Am 8,11). Nossas comunidades eclesiais enossas famílias precisam ser lugares onde a Palavra do Senhor tem um lugar dedestaque. Os pais, que têm filhos pequenos ou na idade da catequese, poderãoiniciar os filhos no amor à Palavra santa do Senhor. Nossas liturgias sejamsempre momentos de bela proclamação e alegre acolhida da Palavra da salvação. Eo tesouro da Palavra divina confiado à Igreja encha cada vez mais de bênção ocoração das pessoas.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *