Formação

Pietà by Ladem

comshalom

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

Acabo de ver uma série de fotos. Exibem o fato de que ahumanidade acaba de receber, aterrada, a versão 2004 da Pietà de Michelangelo.A principal foto da série exibe uma mãe que chora sua filha morta. A obra dogênio do Renascimento retrata a Mãe que chora, desconsolada, o Filho morto nosbraços, a atrocidade de que o homem se fez capaz. A obra do gênio do terrorretrata uma mãe que, como a Mãe, como Ramá, como as mães anônimas do massacredos inocentes, também mal tem o direito de chorar, desconsolada, aos pés dafilha morte, a atrocidade de que o homem, vinte séculos depois, ainda se fazcapaz.

A obra do italiano revela o traço poético e orante do autor:o Filho adulto, não traz as marcas do sangue e do horror da barbárie. Na doschechênios e árabes, traz, claras, as marcas do autor: sangue, gritos, rangerde dentes, hematomas, desidratação, mutilações, esfacelamentos, injustiça.

 A Pietàitaliana traz a leveza do cinzel que a retirou da pedra, paciente, durantemeses de duro trabalho. A russa, o peso da violência que retira dos seusamados, impaciente, desrespeitosa, em poucos segundos de irresponsávelatrocidade, seus pequenos amados. A Pietà italiana mostra o Filho adulto quecumpriu sua missão. A russa, o filho infante que nem ainda a deslumbrou.

 Imóvel, aPietà italiana, olhos grudados ao Filho, segura-o, inerte, ao colo, enquantoestende a mão esquerda como a mostrar o Filho. Também imóvel, a Pietà russaagacha-se, mão direita a acariciar a filha que o governo não lhe permite tomarao colo, enquanto dobra a mão esquerda sobre o próprio coração, como a mostrarseu esfacelamento. Revestida da brancura do mármore, assentada e com vestesesvoaçantes, a Pietà italiana como que toca o céu. Em vestes negras, a russa,acocorada em meio a outros corpos, de outros filhos, vestes que cobrem o chãoensangüentado, toca o inferno.

 A Pietà byLaden, mais “moderna”, corre em busca de segundos de vida e toma outras formas.Reveste-se de pais, desesperados, a correr com os corpos dos filhos, naesperança de vida. Disfarça-se de soldados, rostos angustiados, a carregarpequenos seres esfacelados, esconde-se no rosto de pais impotentes e atônitos,debruçados sobre os corpos dos filhos de sua esperança. Mais uma vez, Ramachora seus filhos, pois eles não mais existem entre os vivos.

 A Pietàitaliana é limpa e inodora. A russa, imunda e manchada, cheira a sangue fresco.A italiana eleva a alma. A russa subleva indignação.

 À Pietàitalana, protegida por seu vidro blindado, contempla-se, em respeitososilêncio, sabendo-se diante de um mistério de beleza e verdade. À Pietà russa,desprotegida pelo desrespeito absoluto à pessoa humana, contempla-se, também aela, em respeitoso silêncio, sabendo-se diante de um mistério de horror ementira. Diante de ambas, só o silêncio e a oração: “Pai, perdoa-lhes! Elessabem muito bem o que fazem. Erram! Erram! Erram! No entanto, Pai, como estasRamás que choram seus filhos, nossos olhares se concentrem em Teu Filho e Dele tiremforças para não se permitirem levar pela revolta que quer mais sangue. Pois,Pai, diante de tal crueldade, o que poderá estancar a sangria senão o amor quedecide perdoar porque eles precisam de perdão?”


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *