Formação

Rezar com a bíblia e com o Rosário

(…) Temos vários instrumentos disponíveis para rezar a palavra de Deus: leitura pessoal – há boabibliografia especializada disponível! – o curso online do Documento deAparecida e o curso teológico Beato José de Anchieta, o Ano Catequéticocom a peregrinação da chama catequética, entre outros.

Entretanto, é sumamente indispensável meditar a Palavra de Deus. E aqui temos um método muito propício, recomendado também pelo Documento de Aparecida: “Entre as muitas formas de se aproximar da Sagrada Escritura, existe uma privilegiada, à qual somos todos convidados:a Lectio Divina (exercício de leitura orante da Bíblia), com seusquatro momentos (leitura, meditação, oração e contemplação), favorece oencontro pessoal com Jesus Cristo” (DA, 249).

Após a invocação do Espírito Santo, o verdadeiro mestre e autêntico exegeta das Escrituras, seguem-se quatro passos:

1º passo: Leitura – O QUE DIZ O TEXTO?È muito importante dar atenção ao que estamos lendo, estudandoatentamente as palavras, as imagens e o contexto. Aconselha-se ler duasou três vezes e relembrar a história de memória para gravar aspalavras, os personagens e os fatos do texto.

2º passo – Meditação – O QUE O TEXTO DIZ PARA MIM? Ruminaro que o texto disse. Aqui o silêncio é fundamental para que a Palavrade Deus encontre espaço e tome conta de todo o nosso ser.

3º passo – Oração – O QUE O TEXTO ME FAZ DIZER A DEUS? Aoração é o encontro amoroso com Deus. Não é simplesmente um “falar” denós para Deus. Antes de tudo é deixar-se encontrar por Ele e acolheresta sua visita com alegria e abertura. Este encontro amoroso com aDivindade transforma a vida. È importante cuidar do ambiente da oração,deixar o corpo quieto e o coração reagir. Falar diretamente o que vemdo coração. Deixar-se possuir pelo Espírito de Deus que transforma ascoisas. Os salmos ajudam muito neste momento.

4º passo – Contemplação – O QUE O TEXTO ME LEVA A SER E A FAZER?  Contemplaçãoé “mudar de idéia sobre algo”, “mudar de atitude”. Aqui nasce anovidade. A contemplação é olhar com admiração, em silêncio, o mistériode Deus-Pai, de Jesus-Amigo e do Espírito-Amor.

Se a Leitura Orante da Bíblia nos leva à oração e à contemplação, temos ainda uma forma privilegiada de rezar a Palavra: O SANTO ROSÁRIO. Estaforma é muito conhecida e desenvolvida na Igreja. Daí surgiu a devoçãoa NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, em circunstâncias históricas dramáticaspara a vida da Igreja. Os Papas sempre a difundiram muitíssimo, comdestaque para Leão XIII, Paulo VI e João Paulo II, que escreveu umaCarta Apostólica: “O Rosário da Virgem Maria”, em 2002, tendo promovidoo Ano do Rosário (de outubro de 2002 a outubro de 2003).

Julgoimportante tratar desta forma de oração exatamente neste momento em queNossa Senhora do Rosário, a Padroeira de nossa Diocese está visitandonossas Regiões, Paróquias e Comunidades. O Rosário é o “compêndio doEvangelho”. “O Rosário é um dos percursos tradicionais da oraçãocirstã aplicada à contemplação do rosto de Cristo. Paulo VI assim odescreveu: `Oração evangélica, centrada sobre o mistério da Encarnaçãoredentora, o Rosário é, por isso mesmo, uma prece de orientaçãoprofundamente cristológica” (Marialis Cultus, 1974).

NoRosário, contemplamos Cristo com Maria. È oração marcadamentecontemplativa. Aprendemos Cristo de Maria. Configuramo-nos a Cristo comMaria. Suplicamos a Cristo com Maria. Nunciamos Cristo com Maria. Poisos Mistérios de Cristo são os Mistérios da Mãe:

MISTÉRIOS DA ALEGRIA:1. Anunciação do Arcanjo a Nossa Senhora; 2. A visita a sua primaIsabel; 3. O nascimento de Jesus em Belém; 4. Apresentação do MeninoJesus no Templo; 5. Encontro de Jesus no templo entre os doutores daLei. São Mistérios da Mãe com Jesus.

MISTÉRIOS DA LUZ:1. Batismo de Jesus no Rio Jordão; 2. Nas Bodas de Caná, Jesustransforma a água em vinho; 3. Anúncio do Reino de Deus e convite à conversão; 4. A transfiguração de Jesus no Monte Tabor; 5. A Insituição da Eucaristia. Sempre a Mãe acompanhando.

MISTÉRIOS DA DOR:1. A agonia de Jesus no Horto das Oliveiras; 2. A flagelação de Jesus;3. A coroação de espinhos; 4. A subida ao Calvário; 5) – A morte deJesus, com Maria aos pés da Cruz.

MISTÉRIOS DA GLÓRIA:1. A Ressurreição; 2. A Ascensão ao Céu; 3. A vinda do Espírito Santo;4. A Assunção de Maria ao Céu; 5. A Coroação de Maria no Céu.

Acompanhemosa peregrinação de Nossa Senhora com o Rosário na mão. Pois os mistériode Cristo são os de Maria, mas são também o “mistério” de todo serhumano. “A simples oração do Rosário marca o ritmo da vida humana” (João Paulo II).


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *