Notícias

Semana Mundial dos Pobres em Fortaleza: Somos todos necessitados da graça divina

“Todos nós, aos olhos de Deus, somos pobres, pois todos nós somos necessitados de Deus e necessitados uns dos outros.” Confira como aconteceu a Semana Mundial dos Pobres do Projeto Shalom Amigo dos Pobres em Fortaleza.

comshalom

Todos os anos, no trigésimo terceiro domingo do Tempo Comum, a Igreja celebra o Dia Mundial do Pobre. Neste ano tão atípico, alargou-se o nosso olhar e também os nossos corações: vivenciamos, como Shalom, a Semana Mundial do Pobre.

Iniciada no dia 07 de novembro de 2020, a Semana Mundial do Pobre do Projeto Shalom Amigo dos Pobres em Fortaleza contou com café da manhã, apresentação artística, evangelização e distribuição de refeições, finalizando no dia 14 com oração e aconselhamento, confissões, celebração da Santa Missa e almoço, além de encaminhamentos para Comunidades Terapêuticas que acolhem dependentes químicos.

Houve ainda, durante esta semana, a Semana Especial do SOS Rua, serviço itinerante que vai ao encontro dos mais necessitados nas praças, viadutos e periferias de Fortaleza, contando com uma equipe multidisciplinar que inclui um padre, uma pessoa de atendimento na área da saúde e voluntários atuantes nas mais diversas áreas. Em todas estas ações, houve muito amor, socorro e evangelização.

  Na Homilia da Santa Missa ocorrida na Paróquia do Carmo, Padre Paulo, pároco, frisou:

“Todos nós, aos olhos de Deus, somos pobres, pois todos nós somos necessitados de Deus e necessitados uns dos outros. Somos a ajuda de um para com o outro. Nós somos iguais. Somos pobres diante do Senhor. Essa é a nossa felicidade: Jesus se fez como nós. Nasceu pobre e morreu pobre. Nasceu abandonado e morreu abandonado. Se fez como nós para nos dar o melhor, que é a totalidade, que é o Reino dos Céus. Somos uns para os outros a própria ajuda de Deus. Que o Senhor derrame sobre nós a fé, a caridade, a esperança.”

Maria Linda, membro da Comunidade de Aliança e voluntária na Semana Mundial dos Pobres, testemunhou que foi surpreendida: “Ao invés de dar, fui eu quem recebi. O Amigo que conversei não podia falar por conta de um câncer na garganta. Isso não impediu o nosso diálogo: peguei caneta e papel e a cada pergunta que eu fazia, ele escrevia a resposta. Fui na intenção de dar algo para ele, mas na verdade fui eu quem recebi dele esperança e paz.”

Já Damião, um dos nossos Amigos que comemorou seu aniversário conosco no dia 14, expressou: “nunca imaginei que ia comemorar meu aniversário aqui. Nunca havia vindo para a Igreja. Para mim foi muito bom. Teve conversa, teve a Missa… estou muito feliz!”, afirmou.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *