Formação

Ser padre nos dias de hoje

comshalom

O grande Papa João XXIII, em uma de suas alocuções sobre o“Sacerdócio” nos diz que “o sacerdote é, antes de tudo, e sobretudo,“homem de Deus” – “vir Dei”. Assim pensa de vós e vos julga o povocristão, assim vos quer o Senhor”.

Ao chamar o sacerdote de homem de Deus, Sua Santidade queria quedele fosse excluído dele tudo o que não é de Deus. Pois bem, numa épocahedonista e ateísta em que vivemos, o sacerdote deve, por sua postura emodo de viver, evocar sempre Deus. O sacerdote, através da renovaçãodiária do sacrifício de Cristo, deve, aos poucos, ir conformando suamente, seus atos, seu modo de tratar as pessoas, ao modo de viver epensar do próprio Cristo. O Divino Mestre seja seu único amigo econsolador, quer na vigília junto ao sacrário, quer no estudo dasSagradas Escrituras, quer no cuidado dos pobres e doentes ou noministério da pregação.

Ao se falar sobre o sacerdote, não posso deixar de me lembrar dapessoa do Santo Cura d’Ars, proposto por São Pio X como modelo depároco, em cuja vida deve se espelhar todo verdadeiro sacerdote, aindamais agora que o Papa Bento XVI propõe a figura do ilustre e santosacerdote como patrono de todo o clero.

E o Papa João XXIII, continuando em sua já citada alocução, assim serefere ao Cura d’Ars: “Falar de São João Batista Vianey é evocar afigura de um sacerdote excepcionalmente mortificado que, por amor deDeus e pela conversão dos pecadores, privava-se de alimento e sono,impunha-se penitências e, sobretudo, levava a renúncia de si mesmo a umgrau heróico. Se é certo que comumente não é pedido a todos os fiéisque sigam este caminho, a Divina Providência dispôs que nunca faltemalmas, que, levados pelo Espírito Santo, não hesitem em caminhar-se porestas vias, porque tais homens operam com este exemplo o regresso demuitos, milagres de conversão ao bom caminho e à prática da vidacristã!”

Não vejo outro caminho a ser trilhado pelo sacerdote, a não ser ircopiando em sua vida todos os traços de Jesus Cristo, Sumo Sacerdote,que outra coisa não fez em sua vida, do que plantar nos corações o Deusvivo, seu e nosso Pai.

Hoje, os sacerdotes são chamados a muitas atividades salutares nocumprimento da missão evangelizadora da Igreja em nossa época.Entretanto, a missão do sacerdote no mundo de hoje, sua razão de ser –em minha visão, é que ele seja sempre e em tudo, apesar de tudo, umhomem de Deus, quer pela oração, quer pela vivência do Evangelho deNosso Senhor Jesus Cristo, quer pelo anúncio da Boa-nova, missãorecebida do próprio Senhor: “Foi-me dado todo poder no céu e na terra.Ide, pois, ensinai a todas as gentes, batizando-as em nome do Pai, doFilho e do Espírito Santo, ensinando-os a observar o que vos mandei. Eeis que estou convosco todos os dias até o fim do mundo” (Mt 28, 19-20).

O Papa Bento XVI, no Ângelus do último dia 26 de julho, afirmou compropriedade que o sacerdote é instrumento de salvação e se entrega aDeus: “Neste Ano Sacerdotal, recordamos que especialmente nós, ossacerdotes, podemos nos ver neste texto de João, tomando o lugar dosapóstolos, quando dizem: ‘Onde poderemos encontrar pão para toda estagente?’Lendo sobre aquele anônimo jovem (Jo 6) que tem cinco pães decevada e dois peixes, também a nós vem espontâneo dizer: mas o que éisso para uma tal multidão? Em outras palavras: quem sou eu? Comoposso, com os meus limites, ajudar Jesus na sua missão? E a respostanos dá o Senhor: precisamente colocando em suas mãos ‘santas eveneráveis’ o pouco que Eles são, os sacerdotes tornam-se assiminstrumentos de salvação para tantos, para todos!”

Que São João Maria Vianney abençoe os nossos presbíteros. Assim rezo e assim convido a todos a rezarem!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *