Notícias

Shalom Belém lança o “SOS rua”

“O importante não é olhar de longe e ajudar de longe, mas ir ao encontro. Isso é ser cristão, é o que nos ensina Jesus. Ir ao encontro dos necessitados. Como Jesus, que ia sempre ao encontro do povo” (Papa Francisco)

comshalom

Olhando a necessidade dos irmãos que moram nas ruas, a Comunidade Católica Shalom- Missão de Belém realizou, no último mês, a primeira Ação do projeto “Shalom amigo dos pobres”- “SOS Rua”, que visa assistir aos moradores de rua doando alimentos, prestando assistência médica, além de levar o diálogo e a palavra de Deus aos mais necessitados.

A iniciativa foi feita pelos dois centros, em dois locais distintos, em Belém na praça do Operário e no município de Ananindeua na praça do Complexo na Cidade Nova 8.

De acordo com a organização, a ação foi pensada propositalmente para este tempo de pandemia, pois houve uma inquietação da Comunidade em ajudar os mais necessitados que, além de não terem onde morar, não têm como se proteger do vírus.

A Missionária da Comunidade de Vida, Aline Cipriano, destaca a importância desta ação. “Desde o início da Pandemia venho me sentindo inquieta com a realidade dos pobres, pois, no início, eu via as ruas vazias, desertas e as únicas pessoas que eu via eram os moradores de rua, e eu me questionava em como ajudar. Alguns batiam no portão da minha casa pedindo ajuda e me inquietava saber que havia muitos que necessitavam ser ajudados” , disse.

A experiência com a Misericórdia de Deus

A partir da experiência com o projeto “SOS Rua” a alma de cada um sente a misericórdia e o amor de Deus, acredita a missionária. ” É alí, no mais necessitado que Deus se faz presente, tanto na vida deles quanto na vida das pessoas que estão doando seu tempo e trabalho”, afirmou.

“Não foi somente dar café da manhã aos moradores de Rua, mas demos Deus a eles, o verdadeiro alimento e também não só alimentamos, mas fomos alimentados, pois vimos a face de Deus em cada um. Eu vi Deus, o Rosto da Misericórdia, naqueles que são desprezados, esquecidos e julgados.” Completou Aline.

Para Cipriano, o SOS Rua foi uma oportunidade de conhecer pessoas que só queriam ser enxergadas. “Conheci jovens de 20, 22 e 27 anos que queriam ser apenas escutados, conheci jovens que já não acreditavam mais em si, na possibilidade de mudar de vida, conheci mulheres que não reconheciam o valor que tinham de serem filhas de Deus”, analisou.

A missionária completou dizendo que a Comunidade precisa de alguns profissionais específicos para as próximas ações, tais como, enfermeiros, psicólogos e atuantes na área de saúde em geral. Ela também ressaltou a importância de doações de alimentos, equipamentos de segurança, como máscaras e face shield e ainda itens de higiene. Os interessados em fazer as doações podem se dirigir até a Comunidade Shalom, no bairro de São Brás, em Belém, ou em Ananindeua.

Veja o vídeo sobre a ação

 

Quer ser voluntário do Projeto Shalom Amigo dos Pobres?
Faça sua inscrição no link e aguarde nosso contato!

https://forms.gle/LQDG3mmVcWmgnjhG6

Critérios para ser voluntário:
Ser maior de 18 anos;
Não ser do grupo de risco para o novo corona vírus;
Estar sem Sintomas do covid-19;
Assinar o Termo de voluntariado Shalom Amigo dos Pobres.

Para mais informações:
Liliane Gaia – (91) 982276128
Aglailson Tinoco – (91) 982615120
Afonso Khoury – (91) 98149909

Por: Alinny Oliveira


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *