Formação

Unidade, amor, misericórdia

comshalom

Aoiniciar minha missão neste segundo domingo da Páscoa e também daMisericórdia, alegro-me por escutar a voz do Senhor a nos dizer nosAtos dos Apóstolos: “a multidão dos fiéis era um só coração e uma sóalma”. Mesmo que as interpretações exegéticas possam colocar este textomais como anúncio do futuro do que talvez uma realidade da época, é, noentanto, Palavra de Deus para nós. É uma direção que espero quesigamos: a da unidade! Muitas vezes falaremos sobre esse assunto que éfundamental em nossa vida eclesial, pois disso depende a fé – “para queo mundo creia”!

Éimportante que nos Atos a unidade seja anunciada como partilha de bens:“tudo entre eles era posto em comum”! Nesse nosso mundo de tantasinjustiças e individualismo, a fé cristã e católica nos faz ser sinaisde outro mundo, onde reinam a fraternidade e o amor. Eis o grandedesafio cristão de nossos tempos! Muitos tentam por várias fórmulasencontrar esse caminho, nós o trilhamos pela fé!

Tambémsomos chamados a viver a nossa fé no amor mútuo: “podemos saber queamamos os filhos de Deus quando amamos a Deus e guardamos os seusmandamentos”, recorda-nos hoje a primeira carta de João. Outra direçãopara nossa vida e nossa caminhada nesta grande cidade! Viver osmandamentos, amarmos a Deus e, consequentemente, amarmos o próximo,lembrando-nos de como Cristo explicou o que significa “amar o próximo”na parábola do bom samaritano.

DoEvangelho deste domingo, entre tantos sinais escolho dois que Ele nosaponta para colocarmos em prática: primeiro, o envio para semearmos apaz – “Como o Pai me enviou, também eu vos envio”, e isso traz presentetodo o histórico do “evento” de Aparecida, que se traduziu num dosdocumentos mais importantes deste início de milênio, recordando-nos quecomo discípulos somos também missionários para anunciar a todos, comrenovado ardor, o Evangelho do Cristo. A Missão continental pedida peloDocumento de Aparecida deve se traduzir em atitudes concretas em nossasvidas, paróquias e arquidiocese.

Osegundo sinal que aparece no Evangelho deste domingo é o perdão, amisericórdia que hoje celebramos: “a quem perdoardes os pecados, eleslhes serão perdoados”! Somos chamados a ser uma Igreja que reconcilia,perdoa, ama e por isso mesmo, misericordiosa, e que, mesmo semrenunciar aos princípios que nos norteiam, antes de tudo anuncia a BoaNova ao mundo com alegria e coragem!

Abraço a todos com carinho e formulo os meus votos de paz: “A Paz esteja convosco”.

Dom Orani João Tempesta


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *