Formação

Valor do Voto

comshalom

A minha palavra édestinada a todos os diocesanos e às pessoas cidadãs, de boa vontade, querendoassim contribuir para a vida do nosso povo no momento tão especial como estamosagora vivendo, com a chegada das Eleições. Faço isto vendo a grande importânciada participação política dos cristãos na vida social, para construir umasociedade fraterna, justa e solidária.

 É importanteacompanhar o processo político, vendo de perto o perfil dos candidatos paracriar consciência e responsabilidade, ajudando assim nos destinos do País e doEstado. Sabemos que o papel do eleitor vai além do seu voto. Começa peloconhecimento dos candidatos, sua vida, atuação, propostas e posturasapresentadas. Continua depois, acompanhando a gestão dos que forem eleitos.

 A sociedade almejauma ética na política e uma coerência dos políticos. Não é por acaso quetivemos a iniciativa popular para criar a Lei chamada “Ficha Limpa”. Para queela seja aplicada, efetivamente, é preciso haver uma mudança de mentalidade ede ação, tendo em vista uma política marcada por princípios e valores éticosfundamentais para o povo.

 A Palavra de Deus ea Doutrina Social da Igreja, seguramente credenciadas por uma prática históricamilenar, podem dar fundamentos para isto. Aí os candidatos devem buscar oscritérios de ação, dando aos eleitores as bases para o exercício da cidadaniapara um voto consciente e comprometido podendo, dentro do processo, agir comcorresponsabilidade.

 Alguns dados devemser identificados nos candidatos, sem os quais não merecem o sufrágio doscidadãos cristãos. Um deles é se defendem a vida, da concepção até a mortenatural, já que a vida é o maior dom que todos temos. Não merece o nosso votoquem tem iniciativas contra a dignidade das pessoas e das famílias, defendendoo aborto e a eutanásia.

 Quando a pessoagoverna, deve ter em mente o bem comum, olhando para os mais pobres, promovendouma sociedade mais fraterna e em condição de todos terem vida com dignidade.Para isto deve cuidar da saúde, educação, moradia, trabalho e justiça social.Os interesses do povo precisam estar acima dos particulares. É bom candidatoquem é comprometido com o bem comum.

 Olhar também ocomportamento ético dos candidatos: sua honestidade, competência,transparência, vontade de servir o bem comum, idoneidade moral e suas propostasde ação política. As propagandas podem ocultar os interesses particulares docandidato. Olhar se seu histórico não é de corrupção e de má gestão, de “fichasuja” e de uso da máquina pública para fins eleitoreiros.

 Não transformar ovoto em mercadoria. Ele não pode ser vendido. Tanto quem compra, como quemvende, é corrupto. É atitude que deve ser denunciada à Comissão Contra aCorrupção Eleitoral, da Lei 9840, que deve tomar as devidas providências.Diante de tudo isto, suplico a Deus para iluminar e abençoar a todos,candidatos e eleitores, nessas próximas Eleições.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *