Formação

Vende-se e aluga-se bebês

comshalom

Neste mês de outubro, também dedicado às crianças recebi ligação de nossa irmã Maria Emmir. A voz do outro lado linha inconfudível e de dicção claríssima revelava certa consternação. Motivo: Havia lido em jornal local sobre a tentativa de venda de criança recém nascida.
Pensando tratar-se de um caso isolado pus-me a procurar a reportagem no famigerado google. Para minha surpresa e tristeza uma série de cabeçalhos indicava em curto espaço de tempo um número considerável de tentativas de venda e compra de bebês recém nascidos encabeçadas pelos pais.
No Chile um casal pôs anúncio na internet ‘Vendo bebê recém nascido, entrar em contato com Carolina e Juan (O Povo 04/10/2007).` A insólita venda foi desbaratada graças a um canal de televisão que simulou interesse em adquirir o bebê flagrando o comércio intolerável.
Em Recife – PE, um representante comercial foi detido em março deste ano. Ele pagou despesas hospitalares com o parto, exigência da mãe que ainda pediu em escambo pelo filho um advogado para soltar o irmão dela que encontrava-se preso. Ao dar a luz, Juliana, a mãe, que admitiu a esdrúxula negociata, arrependeu-se e denunciou o caso ä polícia.
Um casal de Taubaté, SP, em novembro de 2006 comprou criança com menos de um mês de vida de mulher em Minas Gerais. A mãe afirmou que recebeu cesta básica e em breve ganharia mais benefícios em dinheiro por meio de uma advogada que estava intermediando a venda do bebê.
Através de destes casos observamos com pesar que os primeiros encarregados de garantir a segurança e proteção à criança tornaram-se carrascos atrozes que por ninharias foram capazes de desfazer-se de uma vida gerada no próprio ventre como se tratasse de mero objeto, comportaram-se sob guia de desumana mentalidade sem poupar sequer os nascidos do mesmo sangue para transformá-los em rendimentos financeiros.
Paralelo á compra e venda de bebês existe e acontece frequentemente o aluguel de crianças. Rachel de Queiroz no O Quinze já denunciava as mães que emprestavam a outras seus embrulhos viventes – Crianças sub-nutridas devido à seca – a fim de que recebessem esmolas mais generosas. Esta prática atravessou as décadas e, pelo menos em Fortaleza, ainda acontece, sobretudo nas ruas do centro da capital o que é um verdadeiro absurdo.
A compra e venda de crianças é um tipo de comércio intolerável, inaceitável e repudiante . Todas as medidas de punição asseveradas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, que prescreve sobre este tipo de crime devem ser rigorosamente executadas.
Entanto,Para não se cair no penhasco da desesperança podemos colocar em evidência as crianças que tiveram sorte diferente e encontraram pais que reconheciam nelas verdadeiros tesouros a serem preservados. Exemplo disso é o pequeno Mateus que contou com o bravio empenho dos pais Francisco e Clarissa Nogueira na luta contra um câncer raro. Não mediram esforços para mobilizar a sociedade na busca de uma medula óssea compatível para o anjo e herói Mateus, como carinhosamente o chamam, ocupando amplo espaço na mídia local e nacional a uns dois meses.
Assistir também neste ano na sessão de homenagem à Comunidade Shalom, na Assembléia Legislativa do Ceará, a história de Maria Teresa, recém nascida anencéfala que encontrou nos pais Jorge e Ana Cecília, irmãos consagrados na Comunidade de Aliança, acolhida, doação, carinho e amor ao invés da impiedosa sentença de morte cogitada por especialistas quando sabedores do diagnóstico.
O maior infanticídio que se tenha notícia foi o empreendido pelo estulto Herodes quando na tentativa de matar o recém nascido Jesus dizimou milhares de inocentes. Escapando do massacre, protegido pelos pais José e Maria, quando cresceu, certa vez, Jesus chamou para junto de si um infante e numa palavra de ordem disse: `Deixai vir a mim as criancinhas` e acrescentou `delas é o Reino dos céus`, um gesto um significativo de reconhecimento da importância de uma criança.
Num tempo em que as crianças não eram sequer contadas como pessoas e na estrutura familiar não passavam de servos, propriedades do pai que era visto como senhor, foram apresentadas como modelo para aqueles que desejam o Reino dos céus.

Vanderlúcio Souza – CCV

Membro da Comunidade Católica Shalom
vanderluciosz@yahoo.com.br


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *