Formação

Vende-se um Jesus!

comshalom

Depois de mensalões, mensalinhos, cuecões, a moda chegou ao alto judiciário. A corte até então prestigiada por sua seriedade e pompa intelectual viu-se ,assim de repente, ser desnudada por escândalos pontuais.

Prefiro afirmá-los como eventos isolados, antes de perder de vez a fé! E toda a ética, justiça e veracidade promovidas parecem correr ralo abaixo. E desaba uma correria nos tribunais, repórteres, entrevistas , reuniões, CPI´s ameaçadas:

– Apurem-se os envolvidos! Punam-os! E de repente(Que milagre!) ninguém mais lembra da crise do setor aéreo!

Ninguém lembra dos black-outs, um pouco de oxigênio para a pressão no executivo, que depois de muito tempo achou uma matéria maior para ir pro jornal Nacional. Ninguém lembra das filas, da espera, dos casamentos perdidos.
É interessante pois nunca vi no Brasil uma reforma acontecer com tanta vontade. Força da classe média e alta, que anda de avião, e não conforma-se em esperar!

Mas este não é o centro do assunto. O que me surpreende é que olhamos com asco imenso os corruptos, olhamos com um desprezo e desesperança, olhamos com o desdém de quem condena. Talvez o mesmo olhar que Judas lançou sob si próprio depois de entregar Jesus por alguns dinares. E esquecemo-nos das muitas vezes quando nós mesmos o entregamos, que O vendemos.

Vendo Jesus todos os dias! Seja por mais meia hora de sono, seja pelo meu orgulho avassalador que me imprime a necessidade de fazer prevalecer minha vontade, seja quando O vendo pelo comodismo, O vendo para poder pegar o caminho mais fácil, menos custoso.

Vendo-o pois ele parece não reagir e submete-se a ser vendido. O impressionante, é que ao vender Jesus, mascarado desta maneira, passa despercebido por mim o asno, a repulsa. Maquiado assim, vender Jesus parece ser tolerável, e não CRIME muito pior do que comprometer o judicial.

O que me estranha de sobremaneira é que não dou o valor devido ao Jesus que vendo por miséria, por quase nada! Mas as coisas ao meu redor, as situações corruptas que vejo serem exploradas pela mídia, essas sim, parecem compilar uma convicção do erro, do pecado.

Sei que ainda é páscoa, e sob a graça da visita do Santo Padre, que nos re-encoraja, supliquemos ao mesmo Jesus olhos atentos para perceber por quantos tustões o vendemos hoje. Que Ele nos dê a graça de encarnarmos uma sincera conversão!

Por Marcela Mendonça
Comunidade Católica Shalom


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *