Notícias

Videocall: Missionária reza terço em família durante a Quarentena

Foi aquela alegria de família reunida…

Me chamo Fabíola, sou consagrada da Comunidade de Vida Shalom, e moro na missão de Aquiraz. Sou natural de Várzea Bonita, Januária, Minas Gerais.

Na minha família, somos 7 irmãos e meus pais (sendo a maioria dos irmãos jovens). Nas minhas orações por minha família, sempre peço pela conversão e aproximação de Deus, pois perdidos nas coisas que o mundo nos oferece, a tendência é um distanciamento de dEle.

Uma grande profecia

Há dois anos, eu levei de presente para minha família em Minas Gerais, uma imagem de Nossa Senhora de Nazaré, sendo essa ação, fruto de uma oração, na qual fui inspirada por Deus a dar esse tão precioso presente.

Deste tempo para cá, minha família foi conhecendo mais Nossa Senhora; como alguns moram em outros lugares do país, já faz anos que todos não se reúnem, e essa distância sempre foi um pesar para os meus pais.

Quando estou com minha família, peço para que rezem o terço comigo, então ao visitar a casa de cada um, rezamos juntos. Deste modo, Nossa Senhora vai se tornando a via de aproximação de minha família a Deus – ela nos une, e a recitação do terço é este sinal neste tempo.

Pelas mãos de Maria

Percebo que toda a evangelização da minha família é por intercessão da Virgem Maria.

Recentemente, tive uma forte experiência com a presença de Nossa Senhora em minha família. Estamos neste tempo de confinamento em nossas residências, a popular “quarentena”, isso para não contribuirmos com a proliferação do Coronavírus. Minha família tem experimentado que a distância física não necessariamente significa estar longe, graças a Nossa Senhora.

Ficamos confinados distantes uns dos outros, e somente quatro irmãos estão com os meus pais nesse tempo.

Todos juntos…

Mas algo surpreendente aconteceu, eles tiveram uma bela iniciativa, na qual alegrou profundamente o meu coração: estando os quatro mais jovens na casa dos meus pais, o que é bem difícil (só conseguiram porque moram perto e viajaram antes da orientação para o confinamento), fizeram então uma chamada de vídeo para que eu conseguisse vê-los juntos. E então foi aquela alegria de família reunida!

Estava faltando somente três irmãos, e isso é uma raridade para a nossa família, que é tão grande. Então, em meio às conversas e risadas, eles me convidaram para que rezássemos juntos o terço. Ao ouvir esse pedido, meu coração se encheu de alegria, pois até então ele sempre partia de mim.

Para a minha surpresa e maior alegria, eles ligaram para os outros irmãos distantes, para que pelo menos por chamada rezássemos todos juntos o terço, como família.

Que experiência maravilhosa!

Buscar o essencial

Nossa Senhora, como sempre, nos uniu como família e com Deus. Vejo essa ação de amor como fruto deste tempo de “quarentena”, que por muitos pode ser visto como um tempo de isolamento, de solidão, de medo e desespero, mas para a nossa família, tem sido um tempo de nos unirmos mais, de reflexão, de nos importarmos mais uns com os outros, de buscarmos o essencial que é Deus.

E todos os dias rezamos juntos, mesmo quando não consigo por alguma eventualidade da missão, eles não deixam de rezar, colocando como intenção a humanidade que sofre com essa Pandemia.

O meu desejo é que possamos enxergar em tudo a presença amorosa de Deus que nunca nos desampara, assim como nunca desamparará minha família. Tenham sempre confiança no Senhor! Shalom.

Fabíola Lisboa dos Santos | Missionária da Comunidade Shalom


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *