Igreja

54ª Dia Mundial das Comunicações Sociais: É tempo de tecer histórias

O Papa “em nenhum momento utilizou expressões relacionadas à tecnologia, mas três vezes utilizou o verbo “tecer”: tecer implica habilidade, tempo desprendido, afeto”.

Foto: Unsplash

No próximo domingo, 24 de maio, será comemorado o 54ª Dia Mundial das Comunicações Sociais, para a ocasião o Papa Francisco publicou em janeiro passado uma mensagem com o título: “Para que possas contar e fixar na memória (Ex 10, 2). A vida faz-se história”.

É tempo de tecer histórias

Considerando os acontecimentos destes últimos meses no mundo inteiro, com a chegada da pandemia do coronavírus, o coordenador nacional da Pastoral da Comunicação da CNBB, Marcus Tullio, reflete sobre os novos desafios que os comunicadores encontrarão de agora em diante: “Tivemos que nos reinventar bruscamente e em muito pouco tempo, sem planejamento adequado para responder a necessidades urgentes, aprendemos com a crise. Fizemos com a crise. Crescemos com a crise. Estamos nos transformando com a crise”.

Para Marcus Tullio, o Papa Francisco na sua Mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais deste ano nos convida a refletir sobre duas importantes realidades: a memória e a história. E para contar histórias e produzir memória, o Papa “em nenhum momento utilizou expressões relacionadas à tecnologia, mas três vezes utilizou o verbo “tecer”: tecer implica habilidade, tempo desprendido, afeto”, disse o Coordenador.

“A mensagem do Papa é providencial e provocativa, pois na escolha do tema e sua posterior difusão, nenhum de nós imaginaria passar esta data imerso em uma pandemia – continuou Tullio – fomos forçados a parar e, “nesta pausa restauradora a caminho do céu”, a celebração do 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais lança muitas luzes de esperança”.

Testemunhar o tempo presente

Segundo o coordenador, a escolha do versículo do Êxodo como título e inspiração da mensagem não é casual: “O livro do Êxodo está cheio de lembranças. É da memória e do conhecimento intelectual do passado que as pessoas oprimidas alimentaram sua fé em Deus que revigora o espírito e estão dispostas a caminhar novamente com as pessoas que sofrem”, disse ele. “Os comunicadores de hoje, como os do passado, têm a missão de testemunhar o tempo presente através das histórias contadas”.

Assim, por exemplo, em um contexto em que as más notícias estão se multiplicando, assim como o curso de uma pandemia, as comunicações sociais têm a tarefa de promover informações positivas, promovendo o bem, a vida, a narração de boas histórias e a esperança, como exorta o Papa Francisco.

Proclamar a Boa Nova

“A Pastoral da Comunicação deve ser a voz que grita no deserto e proclama a Boa Nova que está acontecendo nas comunidades, paróquias e dioceses de todo o Brasil. Devemos nos unir e fazer ressoar a mensagem na mídia de inspiração católica e também na mídia leiga. A narrativa é algo inerente à missão dos comunicadores. Devemos tecer histórias e não pode ser uma história qualquer”, acrescentou Tullio.

Não esquecer dos fiéis que nos seguem da mídia

O Coordenador Pastoral enfatiza que o avanço do coronavírus levou de uma vez por todas a Igreja para o ambiente digital e que ela não poderá renunciar quando tudo isso acabar: “Quando nossas igrejas forem reabertas e nossas celebrações com a presença do povo retomarem, não poderemos esquecer os fiéis que, de sua igreja de origem, permanecerão ligados a ela”. Caminharemos de mãos dadas com o Magistério da Igreja, com reflexões teológicas e tecnológicas para valorizar ainda mais a nossa presença neste ambiente. É preciso que as pessoas que nos seguem de casa continuem a sentir a presença da Igreja”, concluiu.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *