Shalom

6 efeitos do “dar de graça”

Um chamado gratuito de Deus uniu as mais de 4 mil pessoas presentes no Fórum Shalom 2018. É sobre a gratuidade de Deus o tema do evento que será aprofundado até domingo. O tema geral “De graça recebestes, de graça dai”, trecho do Evangelho de Mateus, foi abordado na primeira pregação dessa sexta-feira, 7.

comshalom

Padre Cristiano Pinheiro, ao recordar o chamado do evangelista Mateus, lembra que em toda eleição Deus recria. Assim como criou Adão, ao eleger Mateus, os discípulos e cada cristão, Deus recria e dá vida nova. “Ao recriar, Deus nos envia em missão. A missão é gratuidade. Porque somos um povo gratuitamente eleito é que somos missionários”, afirma o sacerdote.

“Graças da gratuidade”

Parece redundante, mas ao recordar o “tempo de graça” que a Comunidade viveu no ano passado, na Convenção Shalom, em Roma, Padre Cristiano diz que o Papa Francisco convidou a Comunidade a dar-se gratuitamente e com isso experimentar da graça. “A Igreja pede hoje que você dê de graça o que de graça você recebeu”. Ele ainda elenca os efeitos que, segundo o Papa Francisco, a gratuidade gera em quem a vive:

1 – Enche a alma

Quem diz sim gratuitamente, como Maria, possui a alma cheia da graça de Deus. “Existem vazios profundos dentro de nós porque nós damos muitos ‘nãos’ a Deus, à missão que Ele nos dá”, exemplifica Padre Cristiano. Afirma também que, diante dos cansaços que são o motivo de se reter a vida, um missionário é chamado a descansar no coração do seu povo.

2 – Descomercializa

A relação “comercial” da oferta de vida com Deus faz com que não se acolha o modo único como Deus ama, se quer assim ser amado como os outros”. É muito importante nos reconciliarmos com a nossa história. Entra na lógica da tua eleição, e acolhe a tua eleição”, aconselha. Lembra que devido à eleição gratuita de Deus, pode-se entrar na lógica comercial de querer se exigir de Deus algo.

3 – Torna-nos magnânimos

Ser magnânimo é ter largueza de alma, coração grande. É ser a transparência de Jesus no mundo. “Muitas obras missionárias ainda não existem no meio de nós porque ainda não desejamos em nosso coração, e não temos gratuidade para realizá-las”.

4 – Ensina a abraçar e a beijar

As ações de um missionário devem levá-lo a ter o contato com as pessoas e assim revelar Jesus Cristo e exclamar: “no abraço desse missionário eu vejo Jesus, eu acredito em Jesus”.

5 – Faz sorrir

“O sorriso evangeliza o paganismo no meio de nós”. A alegria é uma linguagem universal. É uma manifestação de Deus.

6 – Liberta de qualquer interesse egoísta

Assim como a gratuidade de Jesus vai até o fim, da mesma forma o missionário é chamado a amar gratuitamente até o fim.

Ao final da pregação, todos os participantes rezaram juntos a Oração da Renovação da Oferta de Vida

 Lydiana Rossetti


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *