Formação

Acolitato e Leitorado

comshalom

Acolitato: ministério dado pela Igreja aos seminaristas ou leigos para auxiliarem o sacerdote e o diácono no altar e na distribuição do Pão. Uma vez tornado acólito, ele passa a ser ministro de eucaristia extraordinário de modo mais permanente na diocese. Este é um dos dois ministérios dados ao seminarista normalmente durante o término de seus estudos em preparação para as ordenações diaconal e presbiteral.

Comumente se chama acólitos aos ministros de altar que ajudam o padre, mesmo que estes não tenham nenhuma caminhada de seminário, nem seja ministro de eucaristia, mas que ajuda nos ritos da missa, seja na procissão, naveta, turíbulo, condução de velas, tochas, missal, etc.

Leitorato: ministério recebido com a intenção de tornar-se auxiliar na liturgia da palavra, se tornando oficialmente um leitor da Igreja.

Para a ordenação sacerdotal, é preciso primeiro, segundo o rito atual na Igreja:

O seminarista ao ser oficialmente acolhido e acompanhado pela diocese, se graduará  em filosofia e teologia.

Concluído este tempo, passará,  se já não tiver passado, por estágios pastorais necessários em que será avaliado e poderá vivenciar mais intensamente a vida pastoral que com certeza já vinha durante o período de estudos participando mesmo que com menos intensidade. Estas duas formaturas se não forem pausadas nem interrompidas, chegam a demorar de 5 a 8 anos estudos. Este tempo é mesclado com atividades pastorais, avaliação de vida junto aos responsáveis, e não se baseia somente em resultados acadêmicos mais vivenciais.

Veja: Imagens do Acolitato dos irmãos da Comunidade em Fortaleza

Na medida em que este processo segue, e uma vez que haja bons resultados, haverá no  período final dos estudos, o recebimento de dois ministérios: o de leitorado, e o de acolitato, conforme descrito acima. Cada um desses passos chegam a demorar seis meses, ou em alguns casos alguns anos caminhando nesta preparação.

Uma vez que estejam caminhando bem neste processo, e já se tenha recebido os ministérios acima citados poderão ser após a positiva avaliação, ordenados na Igreja. Primeiro como Diácono, e após um período nesta condição, recebe-se enfim a ordenação presbiteral. Entre a primeira ordenação e a outra há um período que vai de seis meses a, quando muito, dois anos.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *