Shalom

Alex França e as feridas de Cristo

A mesma violência que feriu o coração de Cristo fere ainda hoje o coração de muitos jovens e de toda sociedade.

As feridas do corpo de Cristo que contemplamos no espetáculo da Paixão de Cristo, em Fortaleza/CE, tomam hoje um aspecto ainda mais real. Isto porque o jovem que as pintou, agora as pode tocar de uma forma nunca imaginada. Alex França, jovem da Obra Shalom de Natal/RN, morreu na noite desta terça-feira, 03, durante um assalto, em Natal. Chegou ao hospital com vida, mas faleceu antes da cirurgia.

Professor de Educação Física e cantor da banda Swing do Alto, Alex era um grande evangelizador através da arte. “Homem apaixonado por Deus, grande artista e grande profissional.” Segundo Wilde Fábio Alencar, responsável pela Secretaria de Artes da Comunidade Shalom, era “alguém com pureza nos olhos e no coração. Com profundo desejo de Deus, de fazer o bem, de evangelizar, de sempre inovar, crescer, buscar novas formas, críticas concretas”.

Ainda segundo Wilde Fábio, sabendo da necessidade da produção dos eventos artísticos em Fortaleza, Alex se dispôs a doar os créditos de passagens que guardava para suas férias, para fazer-se presente e servir. “Ao ver o despojamento de Alex, o sentimento no meu coração foi que a vida da gente realmente não pode ser guardada para amanhã, ela tem que ser vivida hoje, ela tem que ser gasta hoje, por que o amanhã a gente não tem, o amanhã pode não existir”, concluiu.

Nas redes sociais, amigos e parentes prestam homenagens:

Alex era um grande artista que fazia a maquiagem dos flagelos de Jesus. Coisa primorosa. Só vendo!. Ele era de Natal, vinha todo ano pra Fortaleza pra fazer parte da nossa equipe da Paixão de Cristo. Muitas vezes, ele mesmo pagava as despesas de sua viagem, feliz. Um homem de porte grande por dentro e por fora. Sempre disponível e de uma educação ímpar. A última cena que ficou registada na minha mente foi: quarta passada, estávamos atrasados p apresentação, ele com aquele avental sujo com seus produtos de maquiagem, me mostrando todo orgulhoso suas misturas para fazer o sangue e a ferida de Jesus. Ele disse: tô quase um alquimista, e finalizou: não se preocupe vai dar tudo certo. Na noite de ontem, sem reagir a um assalto, levou um tiro que atravessou sua veia horta. Veio a falecer. Não quero fazer um levante para ter justiça junto às autoridades de Natal. Não é normal temos que fazer um estardalhaço para ter justiça, era pra ser o natural. Assim, peço orações por ele e por sua família e que o Brasil deixe de ser esse país do contrário.

Uma publicação compartilhada por Neide Oliveira (@neidesh) em

A mesma violência que feriu o coração de Cristo fere ainda hoje o coração de muitos jovens e de toda sociedade.
Alex França, que por muitos anos pintou as feridas de Jesus e de sua paixão, hoje chega ao céu com uma ferida semelhante a dele.

Que Nosso Senhor console sua família, seus amigos, e gere pela intercessão dos Santos uma sociedade de paz.

 

À redação.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *