Formação

Anjos da Guarda: Afinal, quem são eles?

Famosos nas orações de infância, muitas vezes eles são esquecidos durante a vida.

comshalom

Deus Pai todo poderoso, criador de todas as coisas visíveis e invisíveis, deu a cada homem um anjo da guarda, cuja missão específica é, em nome de Deus: zelar, interceder e auxiliar os homens no caminho de conversão. Como diz a palavra em Hb1,14 “Não são todos os anjos espíritos a serviço de Deus, que lhes confia missões para o bem daqueles que devem herdar a salvação?”.

 A palavra anjo quer dizer mensageiro, mas na verdade esta é sua própria função. São Gregório Magno explica que a palavra ‘anjo’ se refere a um oficio, não a uma natureza e o Catecismo da Igreja Católica os define como seres espirituais, não-corporais, dotados de inteligência e vontade, sendo criaturas pessoais e imortais.

Há inúmeras citações no antigo e no novo testamento sobre os anjos. O Papa emérito Bento XVI chegou a dizer que “excluiríamos uma parte notável do Evangelho, se deixássemos de lado estes seres enviados por Deus, que anunciam a sua presença no meio de nós e constituem um sinal da mesma (…)”.

O Catecismo da Igreja Católica nos orienta que desde o seu começo (197) até à morte (198), a vida humana é acompanhada pela sua assistência (199) e intercessão (200). «Cada fiel tem a seu lado um anjo como protetor e pastor para o guiar na vida» (201). Desde este mundo, a vida cristã participa, pela fé, na sociedade bem-aventurada dos anjos e dos homens, unidos em Deus (CIC 336).

 

Experiência com o Anjo da Guarda

 

No dia a dia há um certo esquecimento desses guardiões que estão conosco e, infelizmente, esquecemos de contar com essa assistência.

Lembro-me que desde a infância fui ensinada a rezar e pedir a intercessão do meu anjo da guarda, contudo, com o passar dos anos esse hábito se perdeu e a imagem do anjo de bochechas rosadas ao estilo barroco do escultor Aleijadinho tornou-se apenas uma vaga memória de criança.

Anos depois, uma amiga relatava um susto em um voo e a intercessão que ela pediu ao anjo da guarda, já em outra ocasião um amigo dizia que eu precisava dialogar com meu anjo, mas minha experiência com ele só aconteceu em um retiro, onde tive uma visualização de um grande anjo, diferente do idealizado na infância, a guardar uma criança recém nascida em um berçário.

Naquele momento entendi a presença do executor da ordem divina, que ali estava como sinal da presença constante de Deus em minha vida. Ali se esvaia todo e qualquer sentimento de solidão.

Que essa realidade não tão invisível assim se estabeleça cada vez mais em nossa consciência e que possamos contar e nos relacionar com esse poderoso auxilio do céu, já que eles oram por nós e oferecem nossos bons pensamentos a Deus.

Assim, os anjos seguem cumprindo sua missão maior de conduzir-nos ao céu e a salvação. Sim, tem anjos voando neste lugar.

 

 

Marcela Nascimento

Missionária da Comunidade de Aliança


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *