Mundo

Atentado contra mesquita no Egito mata ao menos 235 pessoas

Chefes de Estado e Governo de diversos países condenaram o atentado, ao mesmo tempo em que reafirmam o compromisso de lutar contra o terrorismo.

comshalom

Sobe para 235 o número de mortos no ataque ocorrido na manhã desta sexta-feira contra uma mesquita no norte da Península do Sinai.

Um grupo de homens armados não identificados, suspeitos de fazerem parte de grupos islâmicos, lançaram uma bomba contra a Mesquita al-Rawdah, para então abrir foco contra os fiéis que rezavam.

Segundo a Agência oficial Mena – que cita fontes de segurança do Cairo – ao menos 125 pessoas ficaram feridas no ataque.

As forças armadas do Egito, com o uso de drones, afirmaram ter matado 15 milicianos envolvidos no atentado em uma região desértica próxima a Bir al-Abed, a oeste da cidade de Arish.

O Presidente egípcio al-Sisi reuniu o gabinete para uma reunião de emergência. Foi decretado luto oficial de três dias no país.

Chefes de Estado e Governo de diversos países condenaram o atentado, ao mesmo tempo em que reafirmam o compromisso de lutar contra o terrorismo.

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *