Igreja

Barco-Hospital Papa Francisco distribui cestas básicas para famílias isoladas

Além do atendimento realizado pela equipe de saúde, as famílias receberam as doações em nome do Papa Francisco, isto é, cestas básicas e kits de higiene, “porque muitos já estão até passando fome”, conta Dom Bernardo.

O Barco-Hospital Papa Francisco já está novamente desbravando as águas do Rio Amazonas e chegando até as comunidades ribeirinhas do oeste do Pará. Ele deixou de operar por um período, mas, há um mês, principalmente pelo apoio financeiro do Pontífice, está de volta às expedições para entregar cestas básicas e kits de higiene às famílias isoladas por causa da crise do coronavírus.

O retorno às expedições

O hospital fluvial precisou suspender as operações já no início da pandemia por causa dos bloqueios impostos nos portos. A medida de segurança era para o controle da proliferação do vírus ao interromper a movimentação de pessoas entre os municípios. Dom Bernardo Bahlmann, bispo de Óbidos, explica, porém, que precisaram reativar o serviço de atendimento às famílias isoladas no interior, contando com o auxílio emergencial de médicos provenientes do Hospital Universitário São Francisco de Bragança Paulista/SP:

“Nós retomamos porque percebemos que no interior onde o vírus ainda não chegou, tinha muita gente com problema de saúde porque não podia vir para cidades. Primeiro porque não era permitido, digamos assim, a orientação sempre foi de ficar em casa; então as pessoas começaram a ter necessidade porque tem pessoas que estão doentes, são diabéticos, tem problema de coração; já estavam sem remédio e os alimentos têm cada vez menos. A partir disso, pensamos que o barco poderia retomar as suas atividades aqui no município. Tudo isso foi feito em concordância com a Vigilância Sanitária e a Secretaria de Saúde. O barco, então, foi para algumas localidades aqui do próprio município de Óbidos e constatamos que, felizmente, não tinha o vírus Covid-19.”

A apoio concreto do Papa Francisco

Além do atendimento realizado pela equipe de saúde, as famílias receberam as doações em nome do Papa Francisco, isto é, cestas básicas e kits de higiene, “porque muitos já estão até passando fome”, conta dom Bernardo. Os recursos no valor de 10 mil reais estão sendo articulados pela diocese de Óbidos, no oeste do Pará, também a base do hospital fluvial. O bispo acrescenta que outros auxílios financeiros, da própria Igreja e da iniciativa privada, estão sendo revertidos em cestas básicas pra ajudar os ribeirinhos – os mais afetados pela pandemia.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *