Sem Categoria

“Descobri que vale a pena tudo deixar por Jesus”

comshalom

Terminando o mês de agosto, o mês das vocações, conheça a história de uma jovem que resolveu deixar tudo em Recife para passar um ano em missão na capital do país.

“Meu nome é Victoria, tenho 23 anos, sou natural de Recife (PE) e formada em jornalismo. Nasci em uma família católica, mas por grande parte da minha vida via Deus com certa distância; eu tinha uma vida “normal”: família, amigos, carro, faculdade, muitos sonhos e planos pro futuro, mas sabia que no fundo, no fundo, existia um vazio em mim, que não podia ser preenchido por nada nem ninguém.Até que em agosto de 2013, depois de ter ido para a Jornada Mundial da Juventude no Rio (por insistência de uma amiga que estava morando lá na época), voltei para casa inquieta por ver tantos jovens como eu que não apenas faziam parte da Igreja, mas que eram Igreja! Decidi me engajar em algo, descobrindo que haveria um encontro de jovens promovido pela Comunidade Católica Porta Fidei perto de onde morava, e foi lá onde tive uma experiência com a pessoa de Jesus Cristo. Esse encontro mudou a minha forma de me relacionar com Deus: antes longe, agora O via como um amigo, alguém que está vivo e está sempre comigo. Caminhei no Porta Fidei por dois anos e sou grata por terem sido verdadeira “porta da fé” para mim. Mas em agosto de 2015 senti em meu coração o desejo de encontrar o meu lugar na Igreja e comecei a procurar outras comunidades. Após ter ido ao Halleluya em Fortaleza, decidi conhecer mais o Carisma Shalom ao voltar para casa.Logo que cheguei ao Shalom comecei a experimentar do Carisma através do serviço, e logo depois, em novembro, fiz o Seminário de Vida no Espírito Santo e entrei em um grupo de oração. Depois disso, tudo aconteceu rápido demais. Ingressei no Vocacional e vivi um ano de muitas bênçãos, pois tudo ainda era muito novo e eu ainda estava experimentando do Carisma. Também vivi as dificuldades, os desafios e as renúncias, frutos da nossa decisão por Deus e por Sua vontade.Durante todo o ano passado, em oração, Deus me falou muito sobre ir em missão, me dando várias passagens e moções. Mas eu sempre achava que era uma coisa a longo prazo, ou queria conciliar com os meus planos pessoais de sair de Recife para estudar. No final do ano, após o retiro vocacional final, decidi mandar carta para a Comunidade de Aliança. Uma semana antes de sair a resposta, a secretária vocacional me ligou, dizendo que a Assessoria Vocacional estava querendo me enviar como jovem em missão, e perguntou se eu estaria disposta. A essa altura, eu já havia me formado e estava há cerca de oito meses sem conseguir emprego. Dois dias antes da secretária me ligar, eu tinha recebido uma possível proposta de emprego em um grande jornal, além de também ter conseguido um trabalho freelance. Claro que tudo isso pesou e a ideia caiu como uma bomba. Afinal, minha vida parecia finalmente estar entrando nos trilhos. Mas depois de processar tudo isso, fui rezar para saber qual era a vontade de Deus e Ele falou de forma tão clara que mesmo com o medo e a insegurança que gritavam dentro de mim, eu sabia que Ele me chamava a ir. Uma coisa que um amigo me falou ficou muito forte e foi o 1% que faltava para eu aderir à vontade de Deus; ele disse: “Vic, Deus te dá a oportunidade de ser feliz como você quer, com esse emprego e tal, mas Ele quer te fazer feliz como você nunca imaginou”. E realmente, hoje, vivendo este tempo de missão em Brasília, experimento a cada dia da cruz e ressurreição, entendendo que tudo que vivo é em vista de algo maior. Nem sempre é fácil, mas é um caminho de felicidade. Me sinto muito feliz podendo ofertar a minha vida, com tudo o que tenho e sou para que outras pessoas possam também experimentar deste Amor que, sem mérito algum, encontrei. Em missão, descobri que vale a pena tudo deixar por Jesus, vale a vida”.

Victoria Arruda


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *