Institucional

Semana Santa: “Cristo vai até o mais profundo da morte para tirar tudo aquilo que parecia perdido”

comshalom

Entre os dias 13 e 16 de abril, aconteceu o retiro de Semana Santa da Comunidade Católica Shalom, no ginásio do Colégio Dom Bosco (702 Sul). O tema deste ano foi “Eis que faço novas todas as coisas”.

No Sábado Santo (15), a pregação do padre Eduardo Peters trouxe algumas reflexões para que se pudesse compreender e viver bem esse dia. Segundo ele, a Igreja fica parada junto do sepulcro do Senhor, em silêncio, contemplando e meditando a paixão e a morte de Cristo.

O padre lembrou de um aspecto que deve ser claro em relação ao Sábado Santo: a reconciliação que existe entre Deus e os homens. “Contemplar o sepulcro fechado é contemplar a dívida do nosso pecado paga pelo Cristo na cruz. O dia de sábado é meditativo, porque nós contemplamos essa dívida paga no corpo de Cristo”, assegurou ele.

Peters afirmou que Cristo desce à mansão dos mortos para resgatar todos aqueles que haviam morrido. “Cristo vai até aquilo que é o mais profundo da morte para tirar da morte tudo aquilo que parecia perdido, todos aqueles que estavam fora da realidade da graça”. De acordo com o padre, esse caminho já aponta para a ressurreição. “Nós vivemos a contemplação do sepulcro na certeza de que Cristo desce à mansão dos mortos, mas que Cristo também sai de lá”, lembrou ele.

O padre acredita que o sábado encontra a sua melhor referência na figura de Maria. “Se na encarnação o Verbo está no ventre de Maria, na paixão o Verbo está nos braços de Maria”, afirmou. Segundo Peters, na paixão, Maria recebe a missão de se tornar a Mãe que gera a Igreja. “A mesma maternidade que tem no seu ventre o Verbo encarnado, tem no seu colo o Cristo morto que é o fundamento do corpo místico que é a Igreja”, garantiu ele.

Lucyenne Araújo (38) participa do grupo de oração Iaweh Nissi e ficou impressionada com a pregação do padre Eduardo Peters, principalmente no que se refere à preciosidade de Maria para a Igreja. “Nossa Senhora repetindo o momento da encarnação, no momento da paixão é também exemplo de fé e esperança, ao aguardar a ressurreição,” afirmou ela.

Por último, Peters lembrou que nesse Sábado Santo todos são convidados ao silêncio, à meditação, ao recolhimento, à contemplação da Palavra de Deus e do mistério da nossa redenção. “Vivamos esse dia, já preparando o nosso coração para alegria pascal, com essa consciência que do sacrifício de Cristo na cruz e da experiência da morte comprovada na realidade do sepulcro, nasce uma vida nova, como a semente que cai na terra e morre pra produzir frutos”.

 

Klauber Franco

 

Vem navegar no nosso portal! Acesse nossas redes sociais para mais fotos, vídeos e matérias.

 

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *